sexta-feira, 21 de outubro de 2016

JLL vende escritórios no edifício Marechal Craveiro Lopes 2

A JLL foi a consultora responsável pela instalação do ISG – Instituto Superior de Gestão (Grupo da Universidade Lusófona) no edifício Marechal Craveiro Lopes 2, no Campo Grande, tendo atuado em representação do proprietário, a AVIS, nesta transação que envolveu a venda de 2 pisos de escritórios naquele imóvel localizado ao lado do campus da instituição de ensino superior.


quinta-feira, 20 de outubro de 2016

CBRE apresenta Guia de Investimento Imobiliário Internacional

A CBRE, consultora imobiliária líder a nível mundial, apresenta hoje o Guia de Investimento Imobiliário que reúne informação de 36 países da Europa, Médio Oriente e África.

O guia apresenta os fundamentos económicos e imobiliários de cada país e identifica os grupos de investimento mais proeminentes, os ativos mais desejados e ainda confere uma perspetiva detalhada das diferentes obrigações fiscais e legais.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Há lista de espera para compra de casas de luxo em Cascais

O fantasma do imposto imobiliário não está ainda a afetar a venda de casas para o segmento mais alto, pelo menos nas contas da consultora JLL/Cobertura.

O interesse dos estrangeiros mantém-se e paulatinamente alarga-se a outras zonas, depois do frenesim por bairros mais centrais da capital. Principalmente os seniores, que desejam não só segurança, sol e benefícios fiscais mas também tranquilidade e qualidade de vida.

Continuar a ler...

Fonte: Expresso

Warner Music com novas instalações no Edifício Escritórios do Tejo

A CBRE e a Worx foram responsáveis pela colocação da Warner Music nas suas novas instalações no 2º piso do Edifício Escritórios do Tejo, propriedade da Lone Star.

A Warner Music é uma das maiores editoras de música mundiais contando no seu catálogo com artistas como, Coldplay, Michael Bublé, Bruno Mars, Ed Sherean, Red Hot Chili Peppers, Muse, Greenday, Linkin Park, etc, e é ainda casa de catálogos de artistas icónicos como os Pink Floyd, The Doors, Led Zeppelin, Maria Callas, entre muitos outros. Em Portugal é editora de Rui Veloso, Mariza, Carminho, Jorge Palma, Camané, Miguel Araújo, entres outros, e detentora de um dos maiores catálogos de música portuguesa dos últimos 35 anos.


segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Investimento em Vistos Gold sobe 15% em Setembro

Segundo o SEF, quase 48,9 milhões de euros resultaram de autorizações de residência mediante o requisito da compra de bens imóveis e cerca de 9,6 milhões de euros pela transferência de capital.

O investimento captado pelos vistos 'gold' em Setembro aumentou cerca de 15% face ao mês anterior, para 58,4 milhões de euros, segundo os dados divulgados pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Continuar a ler...

Fonte: Negócios

Imposto imobiliário começa nos 600 mil euros e vai render 160 milhões

Afinal o novo imposto só vai incidir sobre património com valor tributável acima dos 600 mil euros para todos os contribuintes e deve permitir receita de 160 milhões de euros. A taxa é de 0,3%.

Afinal o novo imposto só vai começar a ser cobrado sobre o património imobiliário cujo valor tributário ultrapasse os 600 mil euros. O limite de aplicação do novo imposto será igual para todos os contribuintes, de acordo com a proposta preliminar do Orçamento do Estado para 2017 que vai ser entregue esta tarde no Parlamento. A taxa a aplicar aos valores que ultrapassem os 600 mil euros será de 0,3%.

Continuar a ler...

Fonte: Observador

O Algarve está a mudar. Em 2017 Monte Gordo terá uma cara nova

Férias no Sotavento algarvio no próximo verão? Prepare-se porque algumas zonas podem estar irreconhecíveis. Na praia de Monte Gordo, está em curso uma operação sem precedentes de requalificação que vai mudar totalmente a paisagem.

Toda a linha de costa do concelho de Vila Real de Santo António (VRSA) - que inclui várias praias conhecidas, como Manta Rota e Cacela Velha, vai ser alvo de uma intervenção urbanística, coordenada pela Câmara Municipal, mas que tem também o apoio da Agência Portuguesa do Ambiente e da Capitania.

Continuar a ler...

Fonte: DN

Office Flashpoint: Setembro duplica atividade de ocupação de escritórios

A JLL divulgou os resultados da atividade ocupacional do mercado de escritórios de Lisboa relativos a setembro, revelando que neste mês foram arrendados 8.691 m2.

A performance é bastante positiva na comparação com o mês anterior, mais que duplicando (+122%) a área arrendada em agosto (3.918 m2). Já face ao período homólogo, setembro apresentou uma contração de 75%, desempenho que seria expetável, tendo em conta que no mesmo mês de 2015 foi arrendado um volume mensal recorde de 35.300 m2.

Mariana Rosa, Head of Office Agency e Corporate Solutions da JLL, explica que setembro de 2015 “foi um mês perfeitamente atípico e muito influenciado pela mudança da EDP para a sua nova sede na 24 de julho e do Banco de Portugal para o centro da cidade.

Dois mil milhões para reabilitar edifícios privados

O ministro Pedro Marques anunciou o lançamento de programas específicos que irão disponibilizar cerca de dois mil milhões de euros de fundos europeus e instrumentos financeiros.

Segundo a intervenção do ministro do Planeamento e das Infraestruturas no Salão Imobiliário de Lisboa (SIL), será implementado “um conjunto de programas na área do imobiliário, através dos quais iremos mobilizar os agentes privados”.

Continuar a ler...

Fonte: Económico

Campus da Universidade Nova na mira de fundos estrangeiros

O novo campus da Nova SBE — School of Business & Economics, cuja obra arrancou há menos de três semanas junto ao terreno frente ao forte de São Julião da Barra, em Carcavelos, está já a movimentar fundos imobiliários que estão a colocar-se em campo para assegurar o rentável negócio de acomodar muitos dos 3500 estudantes universitários que ali começarão a chegar a partir de março de 2018. A residência universitária do próprio campus tem uma capacidade de cerca de 120 quartos.

Continuar a ler...

Fonte: Expresso

Reabilitação imobiliária em alta em Lisboa

Chiado, Bairro Alto e São Paulo são as zonas mais valorizadas e de maior procura. A reabilitação de edifícios na cidade de Lisboa continua a aumentar.

Segundo o Lisbon Residential Brick Index, nos primeiros seis meses do ano, foram remodelados ou concluídos 27 edifícios de habitação na cidade, a maioria localizados no centro histórico. Mais de 40% destes imóveis situam-se na zona do Chiado, Bairro Alto e São Paulo, indica a CBRE Portugal.

Continuar a ler...

Fonte: DV

OE2017: Novo imposto “cria dupla tributação e afasta investimento”

Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal teme que o novo imposto seja um entrave à dinâmica da reabilitação urbana. As empresas imobiliárias criticaram esta sexta-feira o novo imposto sobre o património imobiliário, considerando que promove um cenário de “dupla ou tripla tributação”, que é prejudicial ao setor e um “entrave à captação de investimento”.


Fonte: DV

Programa BIP/ZIP - Lisboa vai contar com mais 42 Projetos

A Cerimónia Protocolar de Abertura do Programa BIP/ZIP 2016 está marcada para o próximo dia 17 de Outubro, com a assinatura dos Protocolos dos 42 Projetos aprovados, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, contando com a presença do Sr. Presidente da Câmara e da Sr.ª Vereadora Paula Marques.

Na sequência da proposta 540/CML/2016 da Sr.ª Vereadora Paula Marques, a Câmara Municipal de Lisboa, no dia 13 de Outubro, deliberou, por unanimidade, aprovar a Classificação Final das 122 candidaturas apresentadas ao Programa BIP/ZIP Lisboa 2016 – Parcerias Locais.

Anteprojeto de revisão do CCP: oportunidade perdida e entrave à dinamizacão do mercado e da economia

A AECOPS considera que o anteprojeto de revisão do Código dos Contratos Públicos (CCP) continua a ignorar a realidade da Construção em Portugal e que, a ser aprovado sem alterações, será uma barreira à recuperação e inovação do Setor.

Tendo por base a experiência acumulada ao longo da vigência do atual Código, a Associação teme que se perca uma oportunidade de alterar um quadro legal totalmente desajustado da realidade do País e que é um entrave à dinâmica da economia.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Vila Montrose: Um novo condomínio residencial no Monte Estoril

Recuperar património com história e trazê-lo para a modernidade é a proposta diferenciada do novo condomínio residencial Vila Montrose, que nascerá em pleno coração do Monte Estoril, a poucos passos da avenida Sabóia e da marginal.

O projeto preserva integralmente o chalet de 125 anos que lhe dá nome, desenvolvendo em seu redor um conjunto imobiliário, que além de recuperar outros elementos originais da propriedade irá fazer nascer novos corpos edificados. No total serão 23 apartamentos T1 a T4 duplex e uma moradia unifamiliar T4+1 duplex, integradas numa área de cerca de 5.000 m2 com duas piscinas, um jardim privado e estacionamento para residentes.

Onde investir em imobiliário?

Num recente painel promovido pela revista Property EU, alguns investidores pan-europeus responderam à seguinte questão: se tivessem € 500 milhões, onde investiriam?

Portugal aparece (quase) sempre nas respostas! Investir em turismo em Portugal ou mesmo em alguma reabilitação, parece ser ponto comum. Espanha também está incluída em quase todas as respostas, com alguns investidores a preferirem escritórios em Madrid e Barcelona.

Continuar a ler...

Fonte: Out of the Box

IMI vai ser alterado para igualar peso das boas e das más “vistas"

O polémico IMI do “sol”, como ficou conhecido este Verão, e que tem gerado uma forte troca de acusações entre as associações de municípios, de proprietários e o Governo, vai sofrer nova alteração, que beneficiará apenas quem tem prédios com má exposição solar e ou com vistas pouco recomendável. Quem tem uma localização privilegiada, o que valoriza o imóvel, não sofrerá qualquer desagravamento.

Continuar a ler...

Fonte: Público

Portugal é segundo país com mais famílias com casa própria

Um estudo sobre o mercado residencial na Europa, Médio Oriente e África, com a análise de 16 países, coloca Portugal como o segundo país com a maior taxa de proprietários, depois de Espanha, que lidera o ranking. De acordo com o estudo, hoje divulgado pela consultora imobiliária internacional CBRE, 74,2% de famílias em Portugal têm habitação própria, enquanto "Espanha lidera com uma quota de 77,7%".


Ministro da Economia na apresentação do Algarve Cluster Multiusos

Foi apresentado no Salão do Imobiliário de Lisboa 2016, no stand da Garvetur Property SA ao ministro da Economia Manuel Caldeira Cabral que presidiu à inauguração do certame, o Algarve Cluster Multiusos - um Núcleo de Desenvolvimento (NDE) já reconhecido pelo Governo e considerado de interesse regional, que irá ocupar perto de 60 hectares, junto ao nó da A22 com a rodovia que liga a Via do Infante a Vilamoura.


Atrasos nos vistos gold: "Portugal não está a cumprir o que prometeu"

O presidente da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP) garante que os casos de atrasos na renovação dos vistos gold não estão a afetar apenas chineses, mas também brasileiros.

À TSF, Luís Lima reage assim à notícia avançada pela TSF de que centenas de chineses estão há meses à espera da renovação do visto gold depois de já terem investido milhares ou milhões de euros em Portugal.


Fonte: TSF

O futuro reservado ao nosso imobiliário

O futuro do sector imobiliário sob o olhar de vários participantes com múltiplos saberes que se cruzam neste mercado, a par de uma reflexão sobre um dos temas do nosso presente (o do Arrendamento Urbano versus Alojamento Local), eram os dois painéis propostos para o Seminário Nacional da APEMIP que ontem, sexta-feira feira 7 de Outubro, marcou, seguramente, a edição do Salão Imobiliário de Portugal (SIL 2016) a decorrer em Lisboa, se o programa foi cumprido como previsto.

Reabilitação de edifícios em Lisboa continua a aumentar

A reabilitação de edifícios na cidade de Lisboa continua a aumentar a um ritmo exponencial. A propósito do Salão Imobiliário de Portugal, a CBRE Portugal divulga os resultados do Lisbon Residential Brick Index.

Ao longo do primeiro semestre de 2016 estima-se que tenham sido remodelados ou concluídos 27 edifícios de habitação em Lisboa, a maioria localizada no centro histórico da cidade, com 44% dos imóveis na zona do Chiado, Bairro Alto e São Paulo.

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Portugal com segunda maior taxa de proprietários imobiliários

Os dados divulgados pela CBRE num estudo sobre o mercado residencial na Europa, Médio Oriente e África revelam que Portugal é o segundo país com maior taxa de proprietários imobiliários.

Portugal ocupa o segundo lugar do ranking de maiores proprietários, com 74,2% de famílias com habitação própria e Espanha lidera com uma quota de 77,7%. Pelo contrário, na Alemanha e na Suíça, apenas 52,6% e 44% das casas, respetivamente, são detidas pelos seus ocupantes.

A discrepância estrutural entre os diversos mercados residenciais é demonstrada pelas diferenças no custo da habitação.

Este indicador, medido pelo rendimento médio do agregado familiar, revela que em Lisboa o custo da habitação é dos mais elevados com um peso de 32% no rendimento familiar, quando comparado com os países em análise.

Um valor superior a países como Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Finlândia, Holanda ou Suíça, e apenas mais baixo que Londres e Itália.

Remax na SIL 2016

A Remax vai estar a partir de amanhã e até domingo no Salão Imobiliário de Lisboa com a maior representação de sempre no evento do ano no âmbito do setor imobiliário. São 28 agências em 800m2 que irão marcar a edição de 2016 do SIL.

Durante os cinco dias de certame, a Remax irá mostrar aos visitantes várias oportunidade de negócio em diversas vertentes (compra, arrendamento, imóveis para habitação e escritórios) com a possibilidade de ter no local uma pré-avaliação em consultoria financeira, através da Maxifinance.

Valor médio de avaliação bancária aumentou 0,5%

O valor médio de avaliação bancária para o total do País aumentou 0,5% face a julho, correspondendo a 1073 euros/m2. A variação homóloga foi 3,6% (variação de 2,8% em julho).


Fonte: INE

Salão Imobiliário deverá trazer a debate imposto sobre património

A realização do Salão Imobiliário de Portugal, de 5 a 9 de outubro, deverá levar o Governo a pronunciar-se sobre o eventual novo imposto sobre o património.

A realização do Salão Imobiliário de Portugal, de 5 a 9 de outubro, deverá levar o Governo a pronunciar-se sobre o eventual novo imposto sobre o património, afirmou o presidente da associação dos profissionais de mediação imobiliária.

Continuar a ler...

Fonte: Observador

Estudo da CBRE revela "Escassez na oferta de escritórios em Lisboa e no Porto"

A CBRE concluiu no seu mais recente estudo Perspetiva Imobiliária que existe escassez na oferta de escritórios em Lisboa e no Porto.

A absorção de escritórios, em Lisboa, aumentou 57%, no primeiro semestre de 2016, face ao mesmo período em 2015, o que acentuou a descida da taxa de disponibilidade de espaços para arrendamento para 10,4%.

Volume de investimento imobiliário deverá atingir 1.8 mil milhões de euros em 2016

De acordo com o mais recente estudo da consultora imobiliária CBRE o volume de investimento imobiliário em Portugal deverá atingir 1.8 mil milhões de euros em 2016, o segundo valor mais alto alguma vez registado em Portugal.

No primeiro semestre de 2016 o investimento no sector imobiliário cresceu 6% com operações no valor de 1.050 milhões de euros. Tendo em conta o número de negócios em curso é previsível que o volume de investimento se mantenha sólido no segundo semestre do ano.

O sector do comércio foi o que registou maior volume de investimento, quase metade do total efetuado neste semestre, com cerca de 510 milhões de euros. Os escritórios representaram 38% do investimento, com destaque para a maior operação de sempre deste sector em Portugal, com a compra por 223 milhões de euros do fundo Office Park Expo, constituído por 10 edifícios ocupados pelo Campus da Justiça de Lisboa e um supermercado.

Negócio residencial da JLL cresce 37% desde o início de 2016

As vendas realizadas pelo departamento residencial da JLL aumentaram 37% no 1º semestre de 2016 face ao mesmo período de 2015, revela a consultora num primeiro balanço após a aquisição, no início deste ano, da Cobertura, empresa com quase 30 anos de experiência no mercado habitacional premium.

Os bons resultados são igualmente visíveis no reconhecimento acrescido da JLL neste segmento de mercado, onde, desde janeiro, angariou 23 novos empreendimentos de habitação de gama média-alta e alta em Lisboa, Cascais e Porto para comercialização, em regime de exclusividade ou co-exclusividade.

Focada em posicionar-se como líder de mercado no segmento residencial premium em Portugal e seguindo a estratégia de crescimento que motivou esta aquisição, a JLL inaugurou ontem um novo espaço de atendimento a clientes em Cascais. A loja situa-se no centro desta vila, com elevada visibilidade e uma aposta clara num atendimento mais próximo e personalizado, requisitos cada vez mais exigidos pelo público que procura produtos residenciais de gama média-alta e alta.


C&W publicou Marketbeat Portugal Outono 2016

A Cushman & Wakefield publicou o novo Marketbeat Portugal Outono 2016 publicado hoje e que analisa os setores de escritórios, retalho, industrial, residencial e hoteleiro, bem como a atividade de investimento imobiliário em Portugal.




Porto Vivo – SRU reforça programa VIV’A BAIXA

No desenvolvimento da política de parcerias do Programa VIV’A BAIXA, a Porto Vivo – Sociedade de Reabilitação da Baixa Portuense (SRU) revalidou os nove protocolos de parceria e, ainda, celebrou um novo protocolo no âmbito deste programa.

A Porto Vivo – SRU assinalou «a continuação e o aprofundamento do Programa VIV’A BAIXA» numa cerimónia que decorreu a 28 de setembro. «O Centro Histórico do Porto é hoje uma área rejuvenescida e vibrante, fruto do trabalho de todos», começou por referir Álvaro Santos, presidente da Porto Vivo – SRU, felicitando as dez empresas dos diferentes segmentos do setor da construção parceiras da Sociedade de Reabilitação Urbana no programa VIV’A BAIXA.


Fonte: Porto Vivo

Atualização das rendas para 2017 fixada em 0,54%

É oficial, no próximo ano, o valor das rendas manter-se-á praticamente inalterado. O coeficiente de atualização de rendas foi fixado em 1,0054, um aumento residual de 0,54%.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) fez publicar, no dia 22 de setembro, na 2ª Série do Diário da República, o Aviso nº 11562/2016 que, em cumprimento da legislação em vigor, fixa, para vigorar no ano civil de 2017, o coeficiente de atualização dos diversos tipos de arrendamento, quer urbano (para habitação, em regime de renda livre, condicionada ou apoiada, comércio, indústria, exercício de profissão liberal e outros fins não habitacionais) quer rural. De acordo com o Aviso, no próximo ano o coeficiente de atualização a aplicar será de 1,0054.
Continuar a ler...

Fonte: Porto Vivo

Gonçalo Nascimento Rodrigues: A progressividade do IMI

A recente discussão sobre a alteração da tributação em sede de IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis), tem causado um certo alarmismo junto de proprietários. De facto, a introdução da progressividade neste imposto pode penalizar bastante alguns proprietários imobiliários em Portugal.

Aquilo que se discute passa pela introdução de um sistema progressivo de tributação sobre a propriedade imobiliária: quem mais imóveis tiver (logo mais valor em património imobiliário), mais será tributado. De facto, já antes assim era, desde a alteração ao CIMI em 2003, com a tributação por número de contribuinte e não por imóvel. 

Mais, a progressividade já existia porquanto alguns não pagavam imposto (os proprietários de imóveis de menor valor, por exemplo).

Continuar a ler...

Fonte: Out of the Box

III Congresso Nacional do Novo Regime do Arrendamento Urbano

O arrendamento urbano tem sido objeto de muitas alterações legislativas, sendo consequentemente uma matéria complexa, que suscita múltiplos problemas de interpretação e de aplicação das respetivas leis.

Daqui resultam frequentes divergências doutrinais e jurisprudenciais, que afetam a certeza e segurança do direito em áreas de grande importância para a vida das pessoas, como o acesso à habitação ou a estabilidade das atividades económicas.

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Novo imposto pode travar retoma do investimento no mercado imobiliário

O anúncio da criação de um novo imposto (ou taxa) sobre o património imobiliário de valor mais elevado vai criar “um travão sério ao investimento no setor imobiliário e na reabilitação urbana”, avisou o fiscalista Filipe Abreu.

O especialista da PLMJ assinala que o mercado imobiliário tem registado uma retoma significativa e considera que só a notícia de que haverá um novo imposto, ainda sem valores conhecidos, é suficiente para criar desconfiança e pode levar potenciais investidores a não escolherem o mercado português ou, até, a procurarem libertar-se dos seus investimentos, acrescenta.

Continuar a ler...

Fonte: Observador

Porta 65 vai ser alargado até aos 35 anos. Candidaturas abrem terça-feira

Terceira fase de candidaturas do programa arranca esta terça-feira e decorre até 7 de outubro. O programa Porta 65 Jovem deverá ver duplicado o seu orçamento, o que lhe permitirá chegar a mais pessoas, nomeadamente passando a abranger candidatos até 35 anos, mais cinco anos que o que preveem as atuais regras.


Fonte: DN

APEMIP diz que novo imposto sobre imobiliário “não faz sentido” e prejudica setor

A Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP) considerou esta terça-feira que o novo imposto progressivo sobre o património imobiliário “não faz sentido”, uma vez que vai “prejudicar o mercado imobiliário”.

A deputada do Bloco de Esquerda Mariana Mortágua afirmou na semana passada que está a ser estudada uma tributação adicional para o património imobiliário de elevado valor, admitindo que poderia aplicar-se a ativos a partir dos 500 mil euros.


Fonte: Observador

Salão Imobiliário deverá trazer a debate imposto sobre património

A realização do Salão Imobiliário de Portugal, de 5 a 9 de outubro, deverá levar o Governo a pronunciar-se sobre o eventual novo imposto sobre o património, afirmou o presidente da associação dos profissionais de mediação imobiliária.

Em declarações à Lusa a propósito do Salão Imobiliário de Portugal (SIL), Luís Lima disse ser “fabuloso” o momento em que vai decorrer o evento, a dez dias da entrega da proposta de Orçamento do Estado para 2017, uma vez que deverá levar o Governo a falar sobre o assunto e a ouvir as associações do setor sobre um novo imposto.


Fonte: Observador

Investidores imobiliários em estado de choque

Se esperança houvesse para que o polémico imposto sobre o património não avançasse, essa dissipou-se definitivamente esta semana para os grandes investidores imobiliários que asseguram os principais empreendimentos a avançar no país.

No Portugal Real Estate Summit, evento de dois dias realizado no Estoril, organizado esta semana pela revista “Vida Imobiliária”, duas centenas de representantes de promotores, familly offices e grandes fundos imobiliários tiveram a oportunidade de confrontar diretamente o primeiro-ministro António Costa com os riscos que acarreta uma medida como esta — a aplicação de um imposto sobre imóveis a partir de €1 milhão — para o sector imobiliário e para a economia, no geral. Mas não receberam a resposta que mais desejaram.


Fonte: Expresso

Remax reúne mais de 2.000 agentes no Coliseu dos Recreios

Mais de 2.000 agentes da Remax estiveram reunidos no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, na reunião de vendedores que a rede imobiliária líder em Portugal realiza anualmente e que tem um papel fundamental na orientação e motivação da rede.

O lema “os agentes da Remax são mais do que agentes imobiliários” esteve sempre presente neste encontro, durante o qual foi recolhida mais de meia tonelada de alimentos que serão doados a famílias carenciadas.

Nesta iniciativa, Manuel Alvarez revelou também à rede as orientações para o último trimestre do ano. 

“O mercado está cada vez mais dinâmico e as estratégias têm que ser reajustadas à procura.