sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Algarve: Rendas habitacionais mais baratas no 1º trimestre de 2013

O Sistema de Informação Residencial (SIR) – Arrendamento para a região do Algarve, revela que as rendas habitacionais médias contratadas [1] pelas empresas que integram estas estatísticas geridas pela Confidencial Imobiliário (Ci), desceram no 1º trimestre de 2013 para os 4,8 €/m2/mês. Este valor compara com os 5,2 €/m2/mês registados no 2º trimestre de 2012.

Os concelhos de Albufeira e Portimão foram os mais valorizados no 1º trimestre de 2013, com rendas médias contratadas de 5,2€/m2/mês e 5,0€/m2/mês, respetivamente, e ambas acima da média regional.

De acordo com os dados da Confidencial Imobiliário, com base na informação cedidas pelas entidades pertencentes ao Sir-Algarve, no período acumulado entre o 2º trimestre de 2012 e o 1º trimestres de 2013, foram fechados 613 contratos de arrendamento habitacional na região.

A atividade de arrendamento cresceu neste período, refletindo um volume de casas arrendadas no 1º trimestre de 2013 cerca de 30% superior ao volume de arrendamentos registados no 2º trimestre de 2012.

Em termos do tempo de absorção – ou seja, o tempo que decorre entre a colocação do imóvel em oferta no mercado e o seu arrendamento - , as casas no Algarve estão a demorar, em média, quatro meses a serem arrendadas, sendo que este indicador se manteve estável ao longo do período considerado para análise (2º trimestre 2012 – 1º trimestre 2013).

[1] As rendas contratadas dizem respeito à renda acordada entre o proprietário e o inquilino no contrato de arrendamento.

Fonte: CI