terça-feira, 19 de novembro de 2013

Candidaturas ao Prémio Nacional de Reabilitação Urbana 2014

As candidaturas ao Prémio Nacional de Reabilitação Urbana 2014 têm hoje início, decorrendo por um período que se estende até 31 de janeiro de 2014.

Após o sucesso da edição de 2013, a qual recebeu 36 candidaturas, a Vida Imobiliária e a Promevi apresentam uma nova edição do galardão que visa distinguir as intervenções e projetos de reabilitação urbana que tenham um impacto reconhecido nas comunidades em que se inserem e que tenham sido responsáveis pela criação de valor acrescentado para estas comunidades.



A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa associa-se, pelo segundo ano consecutivo, à iniciativa como entidade institucional de referência que apoia a Reabilitação Urbana.

O Prémio Nacional de Reabilitação Urbana reconhece projetos de reabilitação urbana nas categorias de uso residencial, comercial, serviços e turismo, bem como intervenções de reconhecido impacto social, incluindo equipamentos sociais, iniciativas de requalificação em bairros ou que induzam um beneficio social evidente.

Lisboa, a cidade anfitriã do gala de entrega do Prémio, em março, será também destacada, com um prémio para a melhor intervenção de reabilitação urbana localizada na capital. Além disso, está prevista a atribuição de menções honrosas para o projeto com a melhor solução de eficiência energética, a melhor reabilitação com menos de 1.000 m2 e a melhor intervenção de restauro.

A iniciativa tem os patrocínios já confirmados da Schmitt+Sohn Elevadores, Aguirre Newman, Adene, Revigres e Sika, contando também com os apoios institucionais da CPCI, RICS, AHP e INCI.

António Gil Machado, Diretor da revista Vida Imobiliária, sublinha: “Estamos muito confiantes no sucesso desta nova edição do Prémio Nacional da Reabilitação Urbana, agora que a iniciativa é já conhecida do público e após ter registado uma adesão surpreendente no ano de lançamento. O Prémio é a prova viva de que a reabilitação urbana acontece atualmente a todas as escalas, em todas as cidades e que desperta e envolve os mais diversos interventores, e isso mesmo esperamos ver novamente refletido nas candidaturas deste ano.”

E acrescenta: “Adicionalmente, é muito gratificante ver que também os parceiros acreditam nesta iniciativa. Temos já confirmados diversos apoios e patrocínios de entidades que se associaram ao Prémio na edição anterior, entre os quais a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que uma vez mais atribuiu o seu Alto Apoio à iniciativa; e estamos a desenvolver contactos muito avançados com muitas outras que já manifestarem interesse em associar-se”.

Durante o período de candidaturas, poderão concorrer projetos de reabilitação urbana nas áreas de habitação, comércio, serviços, turismo e equipamentos sociais, desde que concluídos entre 1 de janeiro de 2012 e 31 de dezembro de 2013 e excluindo projetos candidatos à edição anterior. As candidaturas poderão ser apresentadas pelos proprietários da intervenção ou por qualquer outro agente envolvido no projeto, desde que o primeiro a autorize formalmente.

As candidaturas recepcionadas até à data limite de 31 de janeiro de 2014, serão posteriormente analisadas quanto à sua admissibilidade e cumprimento do regulamento, uma decisão a cargo da comissão organizadora. As propostas admitidas serão conhecidas até 5 de fevereiro de 2014, data a partir da qual decorre o período de formalização das candidaturas e durante o qual os candidatos apresentarão o dossier completo com o projeto concorrente. Esta fase termina a 28 de fevereiro.

Os projetos vencedores serão selecionados por um painel de jurados indicado pela organização do Prémio, o qual é constituído por cinco personalidades de inquestionável rigor, independência e competência, integrando, nesta edição, André Jordan, Manuel Reis Campos, Vasco Peixoto de Freitas, Augusto Mateus e André Caiado.

Os vencedores serão conhecidos a 19 de março em Lisboa, num Jantar de Gala na Sala do Risco, localizado entre a Praça do Comércio e a Praça do Município. O evento integrará a agenda da Semana da Reabilitação Urbana Lisboa 2014, uma iniciativa da parceria Vida Imobiliária / Promevi, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, e que pretende aproximar o movimento da reabilitação urbana do público.

O Prémio Nacional de Reabilitação Urbana tem uma periodicidade anual, tendo como objetivo distinguir positivamente as iniciativas de reabilitação urbana de maior valia para a comunidade nas suas múltiplas valências, bem como estimular a excelência profissional dos operadores económicos, sociais e autarquias que protagonizam intervenções de reabilitação urbana. Na edição de 2013, o Prémio Nacional de Reabilitação Urbana recebeu 36 candidaturas, distinguindo projetos de norte a sul de Portugal.

Fonte: VI