quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Engel & Völkers reporta crescimento de dois digitos

O Grupo alemão Engel & Völkers, um dos líderes mundiais do setor imobiliário de luxo, especializado na venda e arrendamento de imóveis premium registou um forte crescimento nos primeiros nove meses do ano. Os lucros das comissões do Grupo aumentaram 18,5%, totalizando 192,5 milhões de euros (162,5 milhões de euros no período homólogo do ano passado).

Em Portugal, o crescente interesse de compradores estrangeiros, aliado à tendência de estabilização dos preços, originou um maior nível de confiança no mercado de luxo, levando ao aumento das consultas de potenciais compradores e, consequentemente, de concretizações de negócios. O resultado foi o incremento acentuado do número de imóveis vendidos nos primeiros nove meses do ano, bem como uma tendência generalizada de subida do volume de vendas.

O arrendamento de casas e apartamentos regista igualmente uma forte tendência de crescimento em Portugal. Potenciais investidores estrangeiros recorrem frequentemente a esta solução, com o objetivo de conhecerem o país e a região antes de investirem.

Expansão potencia ganhos. A rede Engel & Völkers encontra-se em expansão em várias partes do mundo, tendo em curso um plano que prevê abrir 40 lojas em Portugal até 2018. «Estamos a viver um período de forte crescimento nos nossos mercados internacionais chave, devido ao facto de estarmos constantemente a melhorar a nossa posição em cobiçadas regiões do globo», afirma Christian Völkers, CEO da Engel & Völkers AG. Segundo este responsável, o grande crescimento registado nos primeiros nove meses do ano foi influenciado pela expansão da rede, com ganhos consideráveis, especialmente fora da Alemanha.

Na Península Ibérica, destaca-se o caso de Espanha, onde os lucros subiram 66%. Nas ilhas Baleares, o aumento da procura resultou num crescimento de 50% do volume de negócios no primeiro trimestre deste ano.

Crescimento do Grupo. No global do Grupo, a maior parte do crescimento foi gerado pela venda de propriedades residenciais fora da Alemanha, com os lucros das comissões a subirem 32,2%, para 74,3 milhões de euros (56,2 milhões de euros de janeiro a setembro de 2012). No caso da venda de propriedades comerciais, os lucros de comissão aumentaram 27,3%, para 42,6 milhões de euros (33,5 milhões de euros no mesmo período de 2012).

Segundo Christian Völkers, existem boas perspetivas de que o Grupo Engel & Völkers continue a crescer em todas as divisões e termine o ano financeiro de 2013 com resultados recorde, uma vez mais.

Fonte: Engel & Völkers