sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Semana da Reabilitação Urbana 2014 anima Lisboa de 19 a 26 de março

Foi ontem apresentada a Semana da Reabilitação Urbana de Lisboa, um evento multi-dinâmico que celebra o movimento de regeneração das cidades e que chega a Lisboa nos dias 19 a 26 de março do próximo ano.

A Semana da Reabilitação Urbana é uma iniciativa da Vida Imobiliária e da Promevi, contando com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa.

O evento de apresentação teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Lisboa, contando com a presenças do Vereador do Urbanismo da Câmara Municipal de Lisboa, Manuel Salgado, e representantes das principais Associações Empresariais com interesse na Reabilitação Urbana, bem com das duas entidades organizadoras da iniciativa.

Manuel Salgado, Vereador do Urbanismo da Câmara Municipal de Lisboa, frisou, durante a apresentação do evento, a urgência e necessidade da reabilitação urbana: “Necessitamos de um novo paradigma que assente na renovação dos centros das cidades, no arrendamento e num novo modelo de mobilidade. Em Lisboa, a ocupação dos fogos vagos e dos edifícios devolutos poderia devolver à cidade mais de 20.000 habitantes”.

António Gil Machado, diretor da Vida Imobiliária sublinhou: “Lisboa é um território que se encontra em pleno movimento regenerador. Pensamos que trazer à cidade um conjunto de eventos que valorizam e realçam a reabilitação urbana junto de públicos de todas as idades e origens poderá ter um impacto muito significativo junto dos Lisboetas e dos turistas. Esta é uma visão que, desde o primeiro momento, encontrou eco na autarquia, um apoio com a qual estamos muito satisfeitos e que vai permitir dar um impulso acrescido à Semana da Reabilitação Urbana de Lisboa”.

Arturo Malingre, diretor da Semana da Reabilitação Urbana, acrescenta: “Na antevisão da Semana da Reabilitação Urbana de Lisboa não poderíamos estar mais animados. Toda a comunidade corporativa, institucional, académica e social tem manifestado um interesse surpreendente na iniciativa. Acima de tudo, é muito gratificante ver que a reabilitação urbana, nas suas mais diversas vertentes – seja enquanto atividade profissional, impulso social ou ferramenta de sustentabilidade – é um leitmotif para a comunidade”.

A Semana da Reabilitação Urbana Lisboa 2014 vai realizar-se em dois palcos principais, nomeadamente o Páteo da Galé, no Terreiro do Paço, e o MUDE, na Rua Augusta, que acolherão as iniciativas deste evento multifacetado de celebração da reabilitação aUrbana prometem anoo Paço ter osurbana e que incluem animação de rua, manifestações culturais e artísticas, workshops e exposições, além da entrega do Prémio Nacional da Reabilitação Urbana.

Os eventos previstos na agenda da Semana da Reabilitação Urbana de Lisboa prometem animar a capital e têm como público alvo profissionais que intervêm nesta área – desde arquitetos, a promotores, projetistas, investidores ou fornecedores de materiais -, a comunidade estudantil, famílias e crianças, e, de forma geral, todos os lisboetas e turistas que visitam a cidade numa festa que irá celebrar e divulgar a reabilitação e revitalização das cidades, e que irá incluir a arte e cultura como componentes essenciais deste movimento.

A Semana da Reabilitação Urbana Lisboa 2014 prevê a realização de conferências, workshops, tertúlias, exposições, instalações urbanas e eventos de animação de rua, com ações e intervenções que serão também dinamizados pelos mais diversos parceiros que se associaram ao evento.

No Páteo da Galé será criado o Espaço da Reabilitação Urbana, o ponto de encontro obrigatório no roteiro da Semana e que pretende ser um agregador do público em geral e dos profissionais do mercado. Além de incluir um auditório com capacidade para 80 pessoas, este espaço integrará três grandes área temáticas.

A Área Institucional destacará as principais iniciativas da Câmara Municipal de Lisboa, dos organismos públicos e das principais Associações Profissionais que apoiam e promovem a Reabilitação Urbana. A Área Inovação acolherá as empresas que apresentam as soluções mais inovadoras a dar nova vida aos edifícios, com maior eficiência e conforto. Por seu turno, a Área Viver reunirá a maior oferta de imóveis reabilitados de sempre, convidando a voltar a viver, trabalhar, investir ou arrendar no centro das cidades.

No MUDE, o foco será na agenda de debate e conferências, que, de forma transversal, incluirá temas como o impacto no turismo, a dimensão social na reabilitação urbana, a sustentabilidade da cidade as formas de financiar a reabilitação urbana.

Está neste momento confirmada a participação neste alargado debate da Câmara Municipal de Lisboa, da Associação Lisbonense de Proprietários, da Associação da Hotelaria de Portugal, da Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços, da Ordem dos Engenheiros, e do Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana, entre muitas outras entidades.

Nas agendas mais técnicas, as soluções de engenharia e arquitetura terão destaque nas Conferências da Semana da Reabilitação Urbana, com dinamização a cargo de entidades como o LNEC – Laboratório Nacional de Engenharia Civil ou as escolas de Engenharia da Universidade de Lisboa e da Universidade do Porto.

A iniciativa conta com inúmeros os apoios do setor empresarial, institucional e académico, incluindo a Câmara Municipal de Lisboa, que se associa ao evento de forma abrangente. A iniciativa aposta ainda no estabelecimento de parcerias com as mais diversas associações e instituições de vários quadrantes, que integram, adicionalmente a outros modelos de cooperação, a Comissão de Honra da Semana da Reabilitação.

Fonte: VI