terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Certificação energética valoriza os imóveis em 15%

Desde o ano de 2007 que entrou em vigor o sistema de certificação energética de edifícios. Apesar disso, a exigência de um certificado assim que o imóvel é anunciado por particulares ou mediadoras imobiliárias, para venda ou arrendamento começou agora a vigorar na lei desde o passado dia 1 de Dezembro.

De acordo com a nova legislação, o proprietário ou mediador é obrigado a informar o comprador ou futuro inquilino sobre a eficiência energética do imóvel no momento em que este é posto no mercado, e quem não cumprir a lei, a multa a pagar pode ir dos 250 euros aos 3.740 euros, para os particulares, ou dos 2.400 aos 45 mil euros para as empresas.

Continuar a ler...
Fonte: Diário Imobiliário