segunda-feira, 31 de março de 2014

B. Prime apresenta 4ª Edição do Prime Watch

A B. Prime apresenta hoje a edição anual do estudo económico-financeiro, o Prime Watch, que analisa e traça as principais tendências do mercado de escritórios de Lisboa, a evolução do investimento comercial e a performance dos Fundos de Investimento Imobiliário que operam em Portugal.

Para o ano de 2013, o Prime Watch aponta várias tendências para o mercado imobiliário de escritórios, que a par da conjuntura macroeconómica, parece demonstrar os principais sinais de estabilização.

Este relatório aponta para um ano de 2013 onde se registou uma descida generalizada das rendas médias, procura com níveis de absorção em mínimos históricos, que resultaram em apenas 77.802m2 de área colocada, no entanto registou-se uma subida no número de novas empresas, um aumento do indicador de expansão de área e aumento da renda prime, na região de Lisboa.

No que diz respeito ao investimento, o Prime Watch aponta para uma desvalorização das carteiras de investimento em -7,3% e uma quebra da rentabilidade dos Fundos de Investimento Imobiliário, em praticamente todos os prazos, a par do aumento do investimento em imobiliário comercial em 59,4%.

Para 2014, este estudo aponta algumas tendências, nomeadamente a continuação da aposta por parte dos promotores na reabilitação de escritórios, em detrimento de construção nova, estabilização da zona 5 (Parque das Nações) com possível pressão sobre as rendas praticadas e estabilização do mercado imobiliário português.

Para Jorge Bota, Managing Partner da B. Prime: “ O Prime Watch foi lançado, pela primeira vez em 2011, e desde logo a receptividade e o interesse foram imediatos, por termos incutido uma forma diferente de analisar a informação estatística. Queremos com esta iniciativa tornar o mercado imobiliário mais transparente e entendível para a sociedade em geral, uma vez que segundo as nossas análises, só o mercado de escritórios de Lisboa apresentou em 2013 uma valorização média de 4.211 mil milhões de euros, o equivalente a 2,58% do PIB nacional, o que demonstra o peso que o mercado imobiliário no segmento comercial tem na economia portuguesa.

Este indicador é um dos exemplos que damos a conhecer no Prime Watch que não só analisa os dados do mercado de forma totalmente autónoma, como aponta tendências futuras baseadas em dados concretos.”

Fonte: B. Prime