sexta-feira, 7 de março de 2014

Novo modelo e promoção da reabilitação urbana são parte das cidades do futuro

“Um novo modelo para as cidades” e a “promoção da reabilitação urbana” são dois factores essenciais para as cidades sustentáveis do futuro, referiu ontem o secretário de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Miguel de Castro Neto, no encerramento da conferência Green Project Awards (GPA): “Inovação e Sustentabilidade nas Cidades do Futuro”, que teve lugar na Culturgest em Lisboa.

O responsável político apontou o “enorme gap” que há entre a média europeia da quota de reabilitação na actividade da construção (37% em 2012) e a nacional (6,5% em 2012), considerando este “um imenso desafio”, mas “uma oportunidade para o desenvolvimento das cidades”, que inclui “questões como a mobilidade, os movimentos pendulares, a eficiência energética, etc.”. Castro Neto realçou a recente criação do Regime Excepcional de Reabilitação Urbana, que poderá ser uma ferramenta importante na abordagem a este desafio, considera.


Fonte: Edificios e Energia