quinta-feira, 10 de abril de 2014

Cushman & Wakefield com resultados recorde em 2013

A consultora imobiliária global Cushman & Wakefield (C&W) anunciou os resultados referentes à sua atividade internacional no ano de 2013, que demonstram um crescimento de 21,9% nos valores de faturação bruta, para os 2,498 milhões de dólares, em comparação com os 2,05 milhões de dólares faturados em 2012. Este resultado é o maior desde a fundação da Cushman & Wakefield em 1917.

Em relação ao EBITDA* (com base nos princípios contabilísticos IFRS) a consultora, detida maioritariamente pela EXOR (braço de investimento da família Agnelli), atingiu os 130,1 milhões de euros.

Edward C. Forst, Presidente e CEO da Cushman & Wakefield, comenta, “Em 2013, a C&W registou o maior volume de faturação bruta da sua história, suportado pelo investimento em linhas de serviço estratégicas e em mercados chave. Este desempenho excecional foi motivado por um crescimento significativo na área de Corporate Occupier and Investment Services (CIS) que adicionou um grande número de importantes empresas à nossa lista de clientes corporate. Também as áreas de investimento e avaliação tiveram desempenhos muito bons”.

Em 2013, globalmente, os imóveis sob gestão da C&W excederam os 93 milhões de metros quadrados, tendo registado um crescimento de 17,1% relativamente a 2012.

As equipas de investimento obtiveram um crescimento em transações de 15%, onde se inclui o negócio da venda do edifício da bolsa de Londres, King Edward Court, em representação da Mitsubishi Estate Company que vendeu o referido imóvel à Oxford Properties por 235 milhões de libras.

A área de avaliação & advisory bateu também um recorde no valor global de avaliações, excedendo os 2 biliões de dólares pelo segundo ano consecutivo.

Os departamentos de agência da consultora atingiram volumes de transação recorde, tendo os mesmos aumentado 7%, mantendo-se bem posicionados para tirar partido de oportunidades nos mercados em recuperação. Algumas das mais importantes instruções foram para o arrendamento em exclusivo dos escritórios do 75 Rockefeller Plaza e do 1221 Avenue of the Americas, em Manhattan, e também para o edifício The Scalpel em Londres. Também de realçar o importante mandato ganho para consultoria de retalho e lazer ao icónico Battersea Power Station também em Londres.

Em 2013, a Cushman & Wakefield continuou a investir em aquisições e parcerias estratégicas – a área de CIS adquiriu a empresa com sede em Singapura de gestão de projeto Project Solution Group que posiciona a C&W como líder na área na região Ásia-Pacífico.

* Earnings Before Interests Tax Depreciation and Amortization (Resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações)

Fonte: Cushman & Wakefield