segunda-feira, 19 de maio de 2014

Mercado de escritórios mais dinâmico no primeiro quadrimestre de 2014

O Departamento de Research & Consultancy da Worx acaba de analisar os dados mais recentes do LPI – Lisbon Prime Index, relativos ao mercado de escritórios nos quatro primeiros meses de 2014.

O primeiro quadrimestre de 2014 registou um take-up de 27.994 m² num total de 81 negócios, o que representa um acréscimo de área absorvida de 70% quando comparada com 2013 cujo take-up foi de apenas 16.463 m² (num total de 53 negócios). Este facto revela um maior dinamismo do mercado no início deste ano.

Tendo em conta as zonas CBD (Central Business District / Zona Central de Negócios):
  • A zona 5 (Parque das Nações) foi neste período a mais dinâmica nos dois anos analisados: em 2014 representou 32% da área absorvida que ascende a 8.891 m², enquanto em 2013 o seu peso foi de 22% num total de 3.558 m².
  • A Zona 2 (CBD - Avenidas Novas, Amoreiras) foi a segunda zona com maior atividade em 2014 registando um take-up de 7.338 m² e, em 2013, a Zona 1 ocupou o mesmo lugar embora com uma área absorvida bastante inferior de 3.351 m².

Neste ano registaram-se alguns negócios de áreas superiores, nomeadamente um com áreas superiores a 3.000 m², o que não aconteceu em 2013 cujo maior negócio foi de 1782 m² no período em análise.

No que se refere ao tipo de operações nos dois anos, a mudança de instalações teve o maior peso embora no ano passado o peso tenha sido de 59% e este ano tenha decrescido para 51%.

Este ano as TMT’s & Utilities são o segundo setor com maior actividade, enquanto no período homólogo do ano passado os Consultores e Advogados foram o segundo setor mais dinâmico.

De destacar que o Departamento de Agência de Escritórios da Consultora Imobiliária Worx, relativamente ao período homólogo, cresceu 150% no número de negócios realizados, com cerca de 29% da totalidade dos negócios entre agentes, em que se destacam os 3.976 m² colocados na zona 2 (CBD - Avenidas Novas, Amoreiras, zona onde foi colocada mais área) e as sete operações realizadas na zona 6 (Corredor Oeste, ao longo da A5, Lisboa/Cascais).

Segundo Pedro Salema Garção, Head of Agency / Occupier Solutions da Worx Real Estate Consultants “Neste momento temos um volume total de 128.000 m² de procuras ativas, com uma percentagem relevante, entre os 1.000 m² e os 5.000m², em que se deve ter em conta que, cerca de 20% desta área é colocada e a remanescente, ou prolonga a procura para o ano seguinte, ou entra em processo de renegociação”.

Fonte: Worx Real Estate Consultants