quarta-feira, 25 de junho de 2014

Chineses na corrida ao projecto imobiliario da Lisnave

A Baía do Tejo, empresa que consolida na Parpública, tem um projecto urbanístico da Margueira já aprovado no Diário da República, com uma área edificável de 632 mil hectares.

Os terrenos da antiga Lisnave, em Almada, na margem Sul do Tejo, área metropolitana de Lisboa, estão a despertar um forte interesse por parte de investidores chineses, apurou o Diário Económico junto de fonte oficial. A empresa estatal Baía do Tejo, detida a 100% pela ‘holding' Parpública, fez as primeiras apresentações do projecto aos grupos empresariais imobiliários chineses em Xangai, no âmbito da visita presidencial à República Popular da China, iniciada a 10 de Maio, com um êxito quase imediato.


Fonte: DE