sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Câmara de Lisboa não conseguiu vender nenhum dos cinco lotes levados a hasta pública

A primeira das cinco operações de venda de imóveis com que a autarquia esperava obter 60 milhões de euros este mês foi um fracasso. "Vamos avaliar de forma cuidadosa a situação", diz o vice-presidente da câmara.

A estratégia escolhida por António Costa para financiar 18% do orçamento camarário de 2014 com a venda de património sofreu um sério revés esta quinta-feira: nem um dos 28,7 milhões de euros que a autarquia esperava encaixar com a venda de terrenos para construção entrou nos seus cofres.


Fonte: Público