quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Mais IMI à espreita

O debate sobre o Orçamento do Estado para 2015 (OE2015) tem sido em torno da possível descida do IRS. Mas há um conjunto de contribuintes a quem o próximo ano não deverá trazer boas notícias noutra tributação com peso nas despesas familiares: o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI).

Com o fim de uma cláusula de salvaguarda que limitou os aumentos deste imposto até 2014, o impacto total da avaliação de 4,9 milhões de casas no país – que decorreu entre 2011 e 2013 – será sentido apenas no próximo ano.


Fonte: SOL