sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Gap de mercado desagrava-se para -9% no Porto

De acordo com o novo Índice de Rendas Residenciais da Ci, apurado com base no SIR – Sistema de Informação Residencial, as rendas contratadas estabilizaram no 2º trimestre de 2014 em Portugal Continental, registando-se uma variação homóloga de 0,5%.

Segundo o indicador, foi entre o 3º trimestre de 2012 e o 1º trimestre de 2013 que se verificou uma maior redução das rendas contratadas, período durante o qual estas baixaram 6%. No Grande Porto, este índice registou uma variação homóloga de 1,2% no 2º trimestre de 2014, recuperação que resultou do desagravamento das quebras trimestrais verificadas na região a partir do 2º trimestre de 2013.

Comparando a renda média dos contratos realizados e a renda média de oferta presente no mercado obtém-se o gap de mercado. Este indicador atingiu, no 1º trimestre de 2014, -6% em Matosinhos e em Vila Nova de Gaia, sendo que no Porto se mostrou mais acentuado, alcançando -9%. O sinal negativo indica que nestes concelhos o arrendamento de casas se efetuou a valores inferiores ao valor médio das rendas dos fogos que se encontravam em oferta.

Fonte: Ci