quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Aguirre Newman cresce 30%

A Aguirre Newman apresentou os seus resultados de 2014 e refere que terminou o ano de forma positiva, no qual todos os departamentos da consultora imobiliária alcançaram resultados positivos.

O Departamento de Avaliações com excelente comportamento, cresceu quer em número de clientes, quer em número de instruções, destacando a avaliação de vários portfólios para investidores nacionais. A área de construção avaliada foi superior a 2,3 milhões de m² com um valor conjunto superior a 2,5 biliões de euros.

O Departamento de Consultoria com um crescimento significativo, destaca-se pelos processos em curso de Due Diligence em 18 edifícios (Escritórios e Comércio).


Por seu lado, o Departamento de Arquitetura desenvolveu mais de 10.000 m² de projetos de escritórios mantendo o seu crescimento também na área da reabilitação, sendo que neste momento esta área de atuação da Aguirre Newman encontra-se envolvida em projetos que totalizam mais de 25.000m² nas vertentes fit out de escritórios e reabilitação.

No que concerne ao Departamento de Escritórios, é de referir que estiveram envolvidos em transações e renegociações de renda acima dos 35.000m². A Aguirre Newman conta presentemente com uma quota de mercado em número de transacções que corresponde a 18%, quando comparada com as transacções realizadas por outros agentes.

O Departamento Industrial & Logística realizou várias transacções que ultrapassaram os 22.500m² e no Departamento de Retalho destaca-se a representação de diversos arrendatários de atividade bancária, cosmética e de aparelhos auditivos em aproximadamente 50 lojas, que ainda mantem em curso.

Destaca-se ainda a forte aposta na área de Asset Management que já conta com uma instrução de grande relevo a anunciar brevemente, bem como a aposta na área de Hospitality.

Paulo Silva, Managing Director da Aguirre Newman mostra-se satisfeito e comenta que “A Dinâmica do mercado que se fez sentir foi acompanhada pela excelente performance da nossa equipa em todos os departamentos, não só pelos resultados alcançados mas também pelas excelentes perspetivas e forte atividade que trouxemos para 2015, no que toca ao que se espera do mercado Paulo Silva refere ainda que 2015 será muito semelhante a 2014, com crescimento de todos os segmentos de mercado, todavia com menores incrementos relativos uma vez que a base de crescimento já não é tão baixa quanto a que se nos apresentava em 2013.”

Fonte: Aguirre Newman