segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Construção satisfeita com apoios à reabilitação urbana

O presidente da Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário (CPCI) manifestou esta sexta-feira satisfeito com as verbas que o programa da reabilitação urbana poderá ter, mas mostra-se “apreensivo” com a possibilidade de serem estabelecidos limites às rendas das casas a reabilitar.

Em declarações ao Público, Reis Campos destaca como “positivo” a indicação de que o programa de reabilitação terá verbas acima dos dois mil milhões de euros, considerando que “um montante dessa ordem permite alicerçar um programa para desbloquear a reabilitação urbana”.


Fonte: Público