quinta-feira, 26 de março de 2015

Fevereiro confirma subida dos preços das casas

Os resultados de fevereiro do inquérito mensal promovido pelo RICS (Royal Institution of Chartered Surveyors) e pela Confidencial Imobiliário voltam a confirmar o cenário mais positivo no mercado residencial português e o reforço dos níveis de confiança no setor.

No que toca à atividade de compra e venda, os preços voltaram a evidenciar ganhos ligeiros em todas as regiões do país com o Porto a registar uma subida nos valores pela primeira vez em quatro anos, ou seja, desde o lançamento deste inquérito.

De acordo com Ricardo Guimarães, Diretor da Ci: “Foi crítico para o mercado atingir um ponto onde o sentimento e as tendências de mercado positivo se estendessem a todas as regiões. Os comentários dos respondentes sugerem que tal está agora a acontecer. Dito isto, as suas afirmações são ainda cautelosas no que respeita a fragilidades económicas, sociais e financeiras. A aceleração dos preços é também apontada como um risco potencial em alguns mercados”.

Com os fundamentais do mercado a recuperar de forma consistente pelo segundo mês consecutivo, os resultados de fevereiro do Portuguese Housing Market Survey (PHMS) confirmam a tendência de subida dos preços das casas evidenciada em janeiro, impulsionando o aumento da confiança dos operadores. Neste cenário, as expetativas de preços a três meses voltaram a reforçar-se uma vez mais e assentam agora confortavelmente em território positivo.

No mercado de compra e venda, destaque também para o facto de a procura ter acelerado em fevereiro pelo segundo mês consecutivo, dando continuidade à tendência de evolução positiva iniciada em agosto de 2013. Simultaneamente, as vendas aceleraram ao ritmo mais rápido de sempre desde o início do inquérito, estando já a crescer de forma contínua ao longo de um ano completo. As perspetivas futuras também são positivas, e as expetativas em termos de vendas prevêm um crescimento mais significativo nas transações no curto prazo.

Josh Miller, Economista Sénior do RICS, comenta: “Estes últimos resultados sugerem que o ciclo de atividade do mercado começa finalmente a inverter-se, com o acelerar quer da procura quer das vendas. Um cenário que vem suportar o início da recuperação dos preços, embora seja necessária uma melhoria sustentada da economia para reforçar esta tendência”.

Em fevereiro, o inquérito RICS/ Ci PHMS deu ainda conta de um aumento consistente da procura por arrendamento, numa altura em que as novas instruções dos proprietários continuam a cair de forma acentuada. Embora as rendas tenham descido neste mês, é de salientar que as expetativas para as rendas foram positivas pela primeira vez desde o início deste inquérito em 2011.

Fonte: Ci