quarta-feira, 25 de março de 2015

GES adia venda de imóveis

Após o colapso do império Espírito Santo, a família tem sido obrigada a vender quase todo o seu património de forma rápida para realizar dinheiro e pagar as suas inúmeras dívidas. Foi assim com a venda da seguradora Tranquilidade, da Espírito Santo Saúde, da Espírito Santo Viagens e dos hotéis Tivoli.

Os processos foram céleres e o dinheiro encaixado serviu para pagar aos respetivos credores. Mas nem todas as empresas do universo Espírito Santo conseguem ser vendidas com a mesma eficiência. Alguns dos negócios que estavam agendados, para serem finalizados no ano passado, teimam em não se concretizar.

Um deles é a da Espírito Santo Property, uma subsidiária da Rioforte, que agrupa inúmero património imobiliário espalhado um pouco por todo o País. Gere, atualmente, ativos avaliados em cerca de 843 milhões de euros. Entre estes estão grandes empreendimentos, como a Herdade da Comporta, vários prédios urbanos no coração de Lisboa, os terrenos da Matinha, condomínios de luxo de norte a sul, projetos de escritórios, entre muitos outros.


Fonte: Visão