quarta-feira, 25 de março de 2015

Imobiliário português em promoção na China

Impacto da Operação Labirinto (vistos Gold) foi praticamente nulo em termos do interesse dos investidores chineses por Portugal.

No meio do impacto político que os vistos ‘Gold' têm gerado nos últimos tempos, o sector imobiliário dá mostras de não estar interessado em fazer compassos de espera para dar tempo aos políticos para ultrapassarem as suas questiúnculas.

Nesse quadro, a Fundação AIP, com o apoio da APEMIP, associação do sector, levou empresas como a Caixa Geral de Depósitos, o Millennium BCP1.36%, o Tróia Resort, Martinhal, Century 21, Remax, RAR Imobiliária e Carpe Domus, à décima terceira Overseas Property and Investment Immigration Show, que teve lugar entre 20 e 24 de Março, em Xangai, China.