terça-feira, 12 de maio de 2015

C&W anuncia fusão com a DTZ

As consultoras imobiliárias Cushman & Wakefield (C&W) e DTZ anunciaram hoje a sua fusão, o que criará uma das maiores empresas de serviços imobiliários do mundo.

A nova empresa, que operará sob a marca Cushman & Wakefield alcançará faturações superiores a 5,5 mil milhões de euros, contará com mais de 43.000 colaboradores e será responsável pela gestão de mais de 370 milhões de metros quadrados de ativos em representação de clientes institucionais e privados.



A ampliação da oferta de serviços proporcionará uma combinação única de profundidade e presença nos mercados locais, com uma escala significativa nos principais mercados globais.

“A DTZ está muito satisfeita pela fusão com a proeminente marca Cushman & Wakefield. As duas empresas têm capacidades complementares e conseguem alcançar diferentes geografias, quer seja Nova Iorque, Londres ou Xangai”, comentou Brett White, que será o novo Chairman e CEO da consultora.

“Enquanto abrangência e profundidade são importantes para servir os clientes, a dimensão não é o mais importante, mas antes o profundo conhecimento e experiência locais, que são pontos fortes tanto da Cushman & Wakefield como da DTZ”, conclui Brett White, um dos líderes do setor com mais de 30 anos de experiência.

Em representação dos investidores responsáveis pela fusão (TPG, PAG e OTPP), Ben Gray afirmou: “Congratulamo-nos de fazer parte de uma das histórias mais importantes do mercado imobiliário. As nossas ambições para a nova Cushman & Wakefield são enormes e estamos prontos para apoiar este líder global no seu crescimento através das nossas relações, energia e capital.”

“Esta operação baseou-se na dinâmica considerável que alcançámos nos últimos 18 meses e que posiciona a Cushman & Wakefield para oferecer ainda mais valor aos seus clientes em todo o mundo, através de uma plataforma de serviços globais mais forte e mais abrangente”, disse Ed Forst, presidente e CEO da C&W.

Assim que o processo de fusão estiver completo, Carlo Barel di Sant’Albano, atual CEO internacional da Cushman & Wakefield e CEO da EMEA, terá um papel de liderança mundial. John Santora, atual CEO da América do Norte será CEO e CIO ( Chief Integration Officer ) e Tod Lickerman, o CEO global da DTZ irá assumir o papel de presidente da empresa.

A nova Cushman & Wakefield tornar-se-á um fornecedor de serviços imobiliários de topo em todas as linhas de serviço e todas as regiões do mundo. Através de uma cultura forte, empreendedora e focada no cliente, a nova empresa será capaz de tirar partido de todos os seus recursos mundiais para fornecer resultados ainda melhores aos seus clientes.

É esperado que a operação seja concluída antes do final de 2015, estando sujeita às condições habituais de fecho.

Fonte: C&W e DTZ