segunda-feira, 25 de maio de 2015

CBRE vende edifício na Avenida Columbano Bordalo Pinheiro

A CBRE foi a consultora imobiliária responsável pela venda de edifício na Avenida Columbano Bordalo Pinheiro, em Lisboa, propriedade da Groupama. Este ativo foi adquirido por um investidor nacional.

Este edifício de escritórios, localizado em Sete Rios, centro de Lisboa, na esquina da Av. Columbano Bordalo Pinheiro com a Rua Basílio Teles, traz consigo um grande potencial de rentabilização uma vez que poderá ser reabilitado, mantendo o atual uso ou ser convertido num imóvel destinado a habitação ou hotel.

A Av. Columbano Bordalo Pinheiro é uma das mais movimentadas avenidas da capital, ligando a Praça de Espanha a Sete Rios, o segundo maior pólo de transportes da cidade que incorpora uma estação de metro e de comboios e diversas paragens de autocarro. A zona de Sete Rios é uma área residencial consolidada, que inclui uma bolsa de escritórios (no eixo da Av. José Malhoa) e vários hotéis (Corinthia, Ibis, Novotel, Mercure, etc.). A área beneficia ainda de um elevado número de lojas e restaurantes e de um Shopping (Twin Towers, situado a 300m do edifício).

O imóvel é composto por um espaço de retalho no piso térreo e por escritórios nos pisos superiores, dispondo de cerca de 2.600 m2 de área bruta de construção repartidos por 9 pisos acima do solo.

Para Francisco Sottomayor, Diretor de Promoção da CBRE, “trata-se de um edifício de escritórios construído no final dos anos 60 que, como tantos outros desta época, têm alguma dificuldade em competir com os edifícios de escritórios de nova geração. Tendo em conta a flexibilidade do layout do imóvel e a sua boa localização, poderá equacionar-se a prazo a alteração do uso de forma a maximizar a sua rentabilidade.”

Para Pedro Almeida Cruz, Diretor Central Financeiro e Recursos e Membro da Comissão Executiva da Groupama, “No quadro da reestruturação dos ativos da Groupama, este é já o terceiro imóvel que alienamos com o apoio CBRE, que nos tem apoiado desde o primeiro momento na execução da nossa estratégia de desinvestimento nos ativos imobiliários da empresa.”

Fonte: CBRE