terça-feira, 30 de junho de 2015

Garvetur presente no Salão Imobiliário de Lyon

A Garvetur vai mostrar a sua oferta de propriedades em Portugal para residência, investimento ou férias na primeira mostra em Lyon do Salão Imobiliário e de Turismo de Portugal. A iniciativa justifica-se por se tratar da segunda região económica francesa, com um PIB que ascende a 200 mil milhões de euros, e na qual se faz sentir a presença de portugueses e lusodescendentes, excelentes embaixadores do destino Portugal.

A mostra realiza-se no Centro de Congressos de Lyon de 3 a 5 de Julho e a Garvetur vai ocupar o stand 14, onde apresentará a sua oferta de habitações para turismo residencial e imóveis para negócio em todo o Algarve mas também em Lisboa, Lisboa, Norte, Costa de Prata Douro e Minho e Brasil.

Para Reinaldo Teixeira, administrador da Garvetur, esta primeira edição em Lyon do Salão Imobiliário e de Turismo de Portugal é mais uma oportunidade para promover a expansão da oferta da Garvetur a todo o país, aliada a uma maior diversidade dos alojamentos, visando proporcionar às famílias um leque muito variado de propriedades e ainda as melhores oportunidades de férias, a preços competitivos”.

À semelhança do que aconteceu em Paris em Junho, os visitantes poderão usufruir de um atendimento e aconselhamento profissional e ainda da oferta de diversos materiais promocionais. “A nossa equipa está preparada para fornecer todas as informações que permitam aos nossos clientes fazer uma escolha informada para adquirir residência de férias ou vir passar a reforma em Portugal”, salienta Reinaldo Teixeira.

O programa da mostra em Lyon, organizada pela Câmara de Comércio e Indústria franco-portuguesa (CCIFP), prevê diversas conferências sobre o regime fiscal e os benefícios existentes, as facilidades bancárias, ou o regime de construção, matérias de interessa para quem pretende realizar investimentos em Portugal.

“Temos a nosso favor excelentes condições, o país é uma marca amplamente reconhecida nos mercados de procura, a que acrescem infraestruturas de saúde e ensino, bem como áreas ambientais preservadas, um alto valor para a qualidade de vida de quem pretenda investir em Portugal”, acentua o administrador da Garvetur, confiante quanto aos resultados positivos da primeira edição do SIP em Lyon.

Vai ser possível alargar o público-alvo para lá da numerosa comunidade lusófona, estabelecida nesta região francesa, em especial os 25% da população na reforma, que são atraídos por um destino com alta qualidade de vida como o do nosso país, e ainda os fundos imobiliários franceses, considera o empresário.

Recorde-se que a França foi em 2014, responsável por 16% das casas compradas por estrangeiros em Portugal, colocando aquele mercado na terceira posição das nacionalidades que mais investem na compra de imobiliário, logo a seguir aos ingleses e aos chineses, segundo a APEMIP- Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal.

Fonte: Garvetur