quarta-feira, 15 de julho de 2015

Norma aprovada pela câmara faz com que terreno renda menos 23 milhões

Câmara adoptou em Janeiro uma interpretação de um regulamento aprovado pela assembleia municipal, sem submeter essa interpretação aos deputados que aprovaram o regulamento.

Se a hasta pública de venda dos terrenos da antiga Feira Popular tivesse sido feita no ano passado, a Câmara de Lisboa poderia ter encaixado cerca de 23 milhões de euros a mais do que aquilo que espera conseguir com a operação aprovada na terça-feira pela assembleia municipal.

Continuar a ler...

Fonte: Público