quinta-feira, 23 de julho de 2015

Portugal no top 10 dos mercados europeus em investimento

O investimento no mercado de imobiliário comercial chegou perto de 56 mil milhões de euros no segundo trimestre de 2015, um aumento de 15% face ao último trimestre do ano passado, de acordo com os mais recentes números do Grupo CBRE. Muito embora o ritmo do crescimento anual do investimento tenha abrandado ligeiramente comparado com o Q1, continua a ser o Q2 com maior crescimento desde 2007.

Em Espanha, Portugal, Finlândia e Noruega verificou-se um aumento excecional nos níveis de investimento: em cada um destes países, o investimento mais do que duplicou face ao segundo trimestre de 2014. A Alemanha apresentou também um forte trimestre, com um investimento na ordem dos 12 milhões de euros, um aumento de 62% face ao Q2 de 2014.

Muito embora o mercado geral continue ativo, as lacunas da oferta – e não a baixa procura – justificam os relativamente baixos níveis de investimento verificados nos mercados da Europa Central e da Europa de Leste (CEE), particularmente nos setores de retalho e industrial. Além disso, verifica-se ainda alguma contenção no setor empresarial da região da CEE devido à chegada em breve de novas ofertas ao mercado.

O volume de investimento no Reino Unido aumentou 10% no Q2 de 2014 quando medido em euros, mas esta subida ficou a dever-se quase inteiramente às alterações na taxa de câmbio. Em libras esterlinas, não houve alteração face ao segundo trimestre de 2014.

Jonathan Hull, Managing Director de EMEA Capital Markets na CBRE, comentou: “O investimento aumentou de forma constante neste trimestre, revelando um sólido cenário nos mercados Europeus. Não só estão os mercados em recuperação de Espanha e Portugal a apresentar elevados níveis de investimento como os países mais estabelecidos, como a Alemanha, revelam bons trimestres. Nos meses mais recentes o mercado tem tentado equilibrar a falta de stock com elevadas somas de capital disponível para investimento. Este facto está na base da atividade no setor de portfolio, e no Q2 verificámos novamente um aumento em negócios empresariais como a recente aquisição da imobiliária espanhola Testa pela Merlin Properties por cerca de 1,8 mil milhões de euros”.

Portugal. Nuno Nunes, Diretor de Capital Markets da CBRE Portugal refere ainda que “o crescimento do volume de investimento acumulado em Portugal até ao Q2 2015 face ao mesmo período em 2014 foi particularmente impressionante com um aumento de 782%. Esta performance excecional coloca Portugal no top 10 dos mercados europeus com maior volume de investimento no primeiro semestre. Atendendo ao volume de negócios já concluídos, aos processos atualmente em fase de comercialização no mercado e ao pipeline estimado, tudo aponta para que 2015 seja um ano recorde em termos de volume de investimento em Portugal.”

Fonte: CBRE