quinta-feira, 23 de julho de 2015

Preço das casas de luxo subiu 1,9% no Algarve em 2014

No final de 2014, quem quisesse investir na compra de uma casa de luxo no Algarve deveria preparar-se para pagar, em média, mais 1,9% do que teria pago no 4º trimestre de 2013, revela o Índice de Preços Residenciais da Confidencial Imobiliário, apurados com base em informação sobre vendas proveniente do SIR – Sistema de Informação Residencial, que neste caso analisou a gama alta do setor imobiliário da região do Algarve.

Esta subida foi ainda mais acentuada na comparação trimestral, com os preços médios de venda no mercado residencial de luxo do Algarve a recuperar 4,2% entre o 3º e o 4º trimestre de 2014; fixando nos 2.048 €/m² no fecho do ano.

Numa análise zona a zona, e atentando aos preços de venda praticados nos três concelhos mais representativos em termos de absorção no 4º trimestre de 2014, Loulé destacou-se como a localização mais cara para investir neste segmento (2.346 €/m²). O concelho de Albufeira foi o segundo mais caro, registando preços ligeiramente acima do valor médio da região (2.082 €/m²). Dos três, o concelho mais barato foi Portimão, onde os preços de venda se situaram abaixo da média do mercado (1.849 €/m²) no período em análise.

Não obstante, a análise do Índice de Preços Residenciais da Confidencial Imobiliário concluiu que a evolução dos preços da gama alta evidenciou um comportamento diferente em cada um destes concelhos. Assim, e embora se mantivesse o concelho mais caro, no caso de Loulé a gama alta começou a registar quebras nos preços a partir do 3º trimestre de 2014, numa tendência que que se manteve no trimestre seguinte.

Este movimento de queda fez-se sentir primeiro em Albufeira, onde os preços começaram a cair no 4º trimestre de 2013, tendo estabilizado entre o 3º e o 4º trimestre de 2014. Já no caso de Portimão, o cenário foi o inverso: os preços da gama alta iniciaram o caminho da subida no 4º trimestre de 2013, tendo crescido 11% até ao último trimestre de 2014.

Fonte: Ci