quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Adesão ao Subsídio Municipal de Arrendamento aquém do esperado

O Subsídio Municipal de Arrendamento, um mecanismo criado pela Câmara Municipal de Lisboa para apoiar famílias em situação de emergência, com a casa penhorada ou em situação de incumprimento no pagamento da renda, tem tido uma adesão bastante aquém do inicialmente esperado.

Quem o diz é a vereadora da habitação da autarquia, Paula Marques, numa entrevista ao Jornal de Negócios, considerando que «o efeito da nova lei do arrendamento urbano – entrou em vigor em novembro de 2012, mas sofreu entretanto alterações – não está ainda no seu pleno», acreditando por isso que «isso pode ter feito com que as pessoas não acorressem tanto», num contexto em que muitos senhorios «repensaram a sua relação com os inquilinos».