segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Nova central de compras Cindia instala-se na Torre das Laranjeiras

A Aguirre Newman acompanhou a nova empresa Cindia na procura dos seus primeiros escritórios em Lisboa, a escolha incidiu sobre a Torre II das Laranjeiras, onde irá ocupar cerca de 650m².

Dia e Intermarché aliaram-se e criaram a Cindia, uma nova central de compras no mercado português. Desde o dia 25 de Maio a Cindia ficou responsável pela aquisição dos bens da base alimentar e não alimentar a comercializar nas 864 lojas detidas por ambas as insígnias, com o mandato a excluir a negociação de produtos frescos de origem tradicional agrícola e pesca, assim como as PME’s.

Rita Carrolo, consultora do Departamento de Escritórios da Aguirre Newman que acompanhou a Cindia, refere que “com a criação da Cindia, esta aliança apresenta-se como a terceira maior força do retalho nacional e neste sentido encontrámos na Torre das Laranjeiras as condições necessárias para a instalação do seu escritório.

Num espaço com bastante luz natural e visibilidade, dadas as características do piso apresentado, a adaptação da Cindia foi facilitada. A existência de algumas salas já criadas, bem como o uso de uma vasta área em open space, fazem das Torres das Laranjeiras um ótimo edifício para acolher empresas. Com este escritório reformulado, estamos em crer que o futuro da Cindia será promissor na dinamização do mercado de compras português.”

Para Nuno Soares e Helena Guedes, diretores da empresa Cindia: “Esta é uma oportunidade para todo o mercado de trazer um maior equilíbrio ao mesmo. Quando dois retalhistas detém mais de 50% do mercado, os resultados para a indústria e acima de tudo para o consumidor, não podem ser os melhores. A Cindia vem trazer uma maior competitividade às suas Agrupadas, permitindo-lhes uma melhor oferta ao consumidor final”.

Exclusivo da Aguirre Newman e propriedade da Imotécnica – Sociedade Técnica de Construções Imobiliárias, a Torre II das Laranjeiras, um edifício de referência no mercado de escritórios, localizado num dos principais eixos da cidade conta atualmente com 80% de ocupação disponibilizando cerca 1.600 metros quadrados de área útil.

Fonte: Aguirre Newman