sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Cristina Arouca: 'Mercado de investimento está num período excecional'

Durante o terceiro trimestre de 2015 o mercado português de imobiliário comercial manteve a tendência de descida das yield prime em todos os sectores, como resultado de um desempenho muito positivo do mercado de investimento.

Neste mesmo período, as rendas prime mantiveram-se estáveis, com a exceção dos centros comerciais em Lisboa e dos escritórios do Parque das Nações, que evidenciam uma subida relativamente ao trimestre homólogo, segundo o mais recente Relatório de Rendas & Yields da consultora imobiliária global CBRE.

Para Cristina Arouca, Diretora de Research e Consultoria da CBRE Portugal: “O mercado de investimento está a vivenciar um período excecional. O investimento registado até o final do terceiro trimestre de 2015 já ultrapassou 1,4 milhões de euros, um valor idêntico ao recorde observado na totalidade do ano de 2007. Tendo em conta os negócios que estão atualmente em curso prevemos que esta forte atividade no sector se mantenha no último trimestre do ano, com uma estimativa de fecho de 2015 acima dos 2 mil milhões de euros, tornando-se 2015 num ano histórico para o sector.

Neste trimestre manteve-se uma forte pressão sobre as yields prime, as quais estão atualmente muito próximas dos mínimos observados no período pré-crise e até abaixo, como é o caso do comércio de rua (5,00%) e dos escritórios no CBD1 em Lisboa (5,50%).

Relativamente ao mercado de ocupação, apesar de um aumento no nível de ocupação, não se registam ainda alterações significativas nas rendas prime, com exceção para a subida verificada no trimestre em análise no comércio de rua de Lisboa e Porto e nos escritórios no Parque das Nações, onde a oferta de imóveis disponíveis para ocupação é reduzida.




Fonte: CBRE