segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Há três mil milhões de vistos gold à espera de entrar em Portugal

Falta de funcionários, burocracias das novas regras para aprovar processos e uma tutela "inexistente" deixaram SEF perto do colapso.

Três mil milhões de euros. É este o valor estimado do investimento não efetuado no país através das autorizações de residência especiais, conhecidas como vistos dourados, ou gold. Corresponde aos mais de sete mil pedidos que estão nesta altura pendentes no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e é uma estimativa, por defeito, feita pelas fontes do DN, que acompanham os processos, tendo em conta que a maioria se enquadra nos negócios de imobiliário, com um mínimo de 500 mil euros cada.