terça-feira, 20 de outubro de 2015

Imóveis. Portugal sem margem para aumentar preços

“Portugal não tem margem, em termos de capacidade aquisitiva, para aumentar de forma significativa os preços da habitação residencial.” A afirmação é de Ricardo Sousa, administrador da Century 21 que, sustentado pelo estudo “Housing Global Trends” da mediadora em colaboração com a Confidencial Imobiliário, considera ainda que “o mercado imobiliário nacional está ajustado ao poder de compra das famílias portuguesas”, apesar de ser bastante atractivo para os clientes estrangeiros.

Além do facto de não ser expectável que os valores dos imóveis venham a aumentar fortemente a médio prazo, Portugal já é identificado como o destino preferencial de dois dos países que mais investem em habitação residencial no estrangeiro: China e Reino Unido.

Continuar a ler...

Fonte: Ionline