segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Parque das Nações tem as rendas habitacionais médias mais elevadas em Lisboa

O Parque das Nações registou, no 2º trimestre de 2015, as rendas médias contratadas mais elevadas de Lisboa, de acordo com os dados do SIR – Sistema de Informação Residencial, apurado e gerido pela Confidencial Imobiliário. Nesta freguesia, as casas foram arrendadas, em média, a 10 euros/m2 neste período, acima da média da cidade, que se fixou em 8,5 euros/mô no mesmo período.

Também mais caras do que a média concelhia, destacam-se ainda as freguesias de Santo António (que abrange o eixo da avenida da Liberdade e rua Castilho) e Misericórdia (que contempla uma parte da Baixa e o Chiado), com rendas médias contratadas no 2º trimestre deste ano de 9,7 euros/mô cada; e Santa Maria Maior (Baixa e Centro Histórico), com uma renda de 9,4 euros/m2.

Ainda assim, estes valores traduzem algum desajustamento entre a oferta e a procura, mostrando-se entre 32 e 36% abaixo das rendas pedidas no caso das freguesias de Santo António, Misericórdia e Santa Maria Maior. No Parque das Nações, esse diferencial é de 22%.

O SIR revela ainda que, no 2º trimestre de 2015, em três destas quatro freguesias que lideram os valores de renda em Lisboa, as casas demoravam quatro meses a ser arrendadas. Na freguesia de Santa Maria Maior, o mercado mostrou-se um pouco mais dinâmico com esse tempo médio de absorção a ficar em três meses. A média da cidade é de quatro meses.

Lisboa é o concelho mais caro da Área Metropolitana de Lisboa, no qual as rendas médias praticadas ascenderam a 6,7 euros/m2 no 2º trimestre deste ano. Também no âmbito metropolitano, o tempo médio de absorção das casas para arrendamento foi de quatro meses nesse período.

Fonte: Ci