terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Focar no que é essencial no arrendamento urbano

O que também está em causa quando falamos de imobiliário é oferecer aos cidadãos, nacionais e estrangeiros, as melhores condições possíveis de habitabilidade nos lugares do nosso território e mercado que eles escolham, definitiva ou sazonalmente, por necessidade ou por opção própria, como espaço de acolhimento saudável, agradável e funcional que não ponha em causa o nosso futuro, ou seja, que se construa ou reconstrua de forma sustentável.

Esta oferta pode concretizar-se pela aquisição de casa própria ou pelo arrendamento de espaços que pertencem a outros, dependendo de variadíssimos fatores que não exclusivamente o do acesso ao crédito para aquisição por parte de quem o procura. Uma procura sazonal ou por um limitado espaço de tempo tenderá a tentar privilegiar uma solução no mercado do arrendamento urbano, cujas tradições, entre nós, não são as mais exemplares.

Continuar a ler...

Fonte: Jornal i