quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Sottomayor Residências reforça oferta premium no Marquês de Pombal

A zona do Marquês de Pombal terá o seu primeiro projeto de referência em termos de oferta residencial. A reabilitação dos edifícios que compõem o empreendimento Sottomayor Residências ficará concluída no final de 2017.

Trata-se de um património centenário localizado na Avenida Duque de Loulé e que devolverá a Lisboa um conjunto residencial de grande prestígio.

O projeto distingue-se pela oferta residencial de exceção, num condomínio de charme, que conjuga o classicismo das suas linhas arquitetónicas com as exigências da modernidade.



Promovido pela Coporgest, o projeto representa um investimento de cerca de 60 milhões de euros e está a ser comercializado em co-exclusividade pelas consultoras Fine & Country e JLL, que irão dinamizar a colocação das unidades residenciais junto do mercado nacional e internacional.

A Coporgest, já com 10 anos de atividade, é um dos promotores imobiliários de referência na cidade de Lisboa. Na zona do Chiado está atualmente a desenvolver 8 edifícios. Ricardo Amantes, Sales & Investment Manager da Coporgest, adianta que “desses 8 edifícios, 4 destinam-se a venda, sendo os restantes 4 reservados à carteira de investimento da própria empresa. Dois desses prédios darão origem ao Lisbon Chiado Hotel, um hotel de 5 estrelas que abrirá portas em 2018 no Largo Rafael Bordalo Pinheiro e que será gerido pela Coporgest.

Os outros dois prédios destinam-se a “short term rental” sob a marca própriaLisbon Chiado Hotel”. Fora do Chiado, a Coporgest desenvolve atualmente dois projetos de grande exclusividade: o Sottomayor Residências e as Casas do Mar, em São João do Estoril, este com apenas três apartamentos com vista panorâmica sobre o mar.

Patrícia Barão, Head of Residencial da JLL, comenta que o Sottomayor Residências “é um projeto no qual vale a pena investir. Trata-se de um excelente exemplo de reabilitação urbana em Lisboa, numa zona da cidade que tem falta de oferta de qualidade. Além disso, é mais um projeto promovido por uma entidade portuguesa, o que ilustra bem como esta área está a ganhar eco no investimento nacional”.

Nuno Durão, Managing Partner da Fine & Country acrescenta: “São projetos como este que provam que a reabilitação é fundamental e uma prioridade para mudar o rosto de uma cidade. São estas intervenções que pouco a pouco vêm alterando a paisagem urbana de Lisboa. Isso é especialmente visível nesta zona da cidade, que estava bastante envelhecida e praticamente despovoada de imóveis com uso efetivo de habitação, e que hoje passará a disponibilizar uma oferta num empreendimento prestigiante”.

O Sottomayor Residências é formado por um conjunto de edifícios que datam do início do século XX, com traça característica da época, prevendo a preservação e reabilitação das fachadas e de todos os elementos históricos mais emblemáticos. O empreendimento compreende uma oferta de apartamentos de tipologias de T0 a T5, com áreas entre os 55 e 221 m², distribuídos por 4 edifícios e com uma área de lazer comum que integra piscina e um generoso jardim.

O layout dos apartamentos foi pensado para promover a melhor funcionalidade, não descurando os pormenores, que lhe dão o charme e recuperam a história do projeto. Com uma excelente exposição solar, alguns apartamentos beneficiam de espaços exteriores privativos e generosos, sendo que todos dispõem de equipamentos e acabamentos de elevada qualidade e recorrem a materiais de grande nobreza. Outra vantagem deste empreendimento é o facto de todos os apartamentos disporem de um ou mais lugares de estacionamento em cave, um atributo especialmente relevante numa zona central da cidade onde a oferta de parqueamento é bastante limitada.

O Sottomayor Residências situa-se na Avenida Duque de Loulé, uma das artérias na zona imediata de influência da luxuosa Avenida da Liberdade, beneficiando ainda da proximidade a outros destinos comerciais e culturais muito em voga na capital, como são os casos da Rua Castilho e do Príncipe Real.

Fonte: JLL