quarta-feira, 27 de abril de 2016

Carlos Penalva: A bipolaridade portuguesa

Hoje, os portugueses apostam em casas para arrendar, pois com as perspectivas geradas pelo turismo, quem consegue crédito tem um investimento quase seguro e um retorno anual de cerca de 5%.

Hoje em dia é muito difícil compreender o que se está a passar em Portugal. Se por um lado apresentamos um crescimento económico débil, ademais sucessivamente revisto em baixa, por outro, o setor mais produtivo do país – segundo o INE o setor imobiliário é o mais produtivo em termos de valor acrescentado bruto por trabalhador – está muito bem e recomenda-se. Este cenário é, no mínimo, bipolar.


Fonte: DE