quinta-feira, 7 de abril de 2016

Fundo público imobiliário vai reabilitar 7.500 casas em dez anos

O Governo apresentou esta quarta-feira o fundo público para reabilitação de imóveis destinados ao arrendamento acessível. Serão 7.500 casas em dez anos, primeiro edifícios públicos, depois também privados que queiram entrar.

Um fundo imobiliário, fechado e de subscrição particular para reabilitar e colocar no mercado imóveis maioritariamente para habitação a preços acessíveis. Será gerido pela Fundiestamo, uma sociedade gestora ligada à Estamo, a empresa que já detém uma larga parte do património imobiliário do Estado, e supervisionado pela CMVM e a expectativa do Governo é que tenha uma rentabilidade "em linha com fundos desta natureza" e estimada "na ordem dos 3% a 4%".