quarta-feira, 20 de abril de 2016

NAU Hotels & Resorts conquista Óscar com reabilitação do Palácio do Governador

NAU Hotels & Resorts conquista Óscar com reabilitação do Palácio do Governador Unidade hoteleira de cinco estrelas integra ruínas romanas e uma história que se mistura com a da cidade de Lisboa e de Portugal, num edifício centenário que foi alvo de uma profunda recuperação e modernização para oferecer 60 quartos personalizados e um conjunto de infraestruturas e serviços únicos em Lisboa.

O grupo NAU Hotels & Resorts foi o grande vencedor dos “Óscares do Imobiliário”, com o projeto de reabilitação do Palácio do Governador a ser distinguido com o “Grande Prémio” e a distinção de “Melhor Projeto Turístico”. Aquela que foi, em tempos, a casa do Governador da Torre de Belém, acolhe agora o mais emblemático hotel de charme da cidade de Lisboa, unidade hoteleira de cinco estrelas que foi a primeira desenvolvida sob a insígnia do grupo NAU Hotels & Resorts.

Pedro Almeida, presidente da NAU Hotels & Resorts, afirma: “Estes prémios são mais um reconhecimento das nossas competências para desenvolver projetos imobiliários e turísticos de elevada qualidade e resulta do trabalho realizado pelas nossas equipas e dos nossos parceiros, que em conjunto recuperaram e deram uma nova vida a um edifício emblemático, colocando-o ao serviço dos lisboetas e de todos os que nos visitam”.

Esta ideia é reforçada por Mário Ferreira, CEO da NAU Hotels & Resorts: "Estes dois prémios representam o reconhecimento por parte do mercado da capacidade e know-how da NAU Hotels & Resorts em gerir e criar novas unidades hoteleiras, pouco mais de um ano após o lançamento da nossa marca".

Erguido na antiga Casa do Governador da Torre de Belém e restaurado sobre vestígios romanos dos séculos I a V, o Palácio do Governador é um edifício palaciano, com uma receção que já foi capela, um restaurante com tetos em abóbodas originais e um spa contemporâneo ligado às antigas tradições termais das culturas mediterrânicas.

A dupla de arquitetos Jorge Cruz Pinto e Maria Cristina Mantas elaborou o projeto de arquitetura, tendo como premissa manter, tanto quanto possível, as características arquitetónicas e estruturais do edifício original, com a exigente reabilitação a ser assegurada pelo Empreiteiro Casais.

Nini Andrade Silva foi a decoradora responsável pelo design e decoração interior, tendo realçado as características do espaço através de uma ‘viagem’ à época dos Descobrimentos para criar uma arquitetura de interiores inspirada na Companhia das Índias, onde integrou cerca de 300 reproduções dessa loiça, possíveis de encontrar um pouco por todo o hotel.

Localizado junto ao rio Tejo, em pleno centro histórico de Belém, a unidade da Nau Hotels & Resorts apresenta, assim, um legado histórico ímpar e uma aposta na qualidade, exclusividade e requinte. O hotel conta com uma oferta de 60 quartos todos diferentes, um restaurante premium com cozinha de autor, um spa de 1.200 m2, uma piscina de grandes dimensões ao ar livre e muitas outras valências para conquistar os lisboetas e todos os turistas que visitam a cidade de Lisboa.

NAU recupera História de Lisboa e de Portugal. O Palácio do Governador localiza-se em pleno centro histórico de Belém, numa das zonas mais bonitas e carismáticas da capital, próximo do Tejo e paredes meias com monumentos históricos nacionais, em frente à Torre de Belém, e é por si um edifício de natural interesse histórico.

A história de Portugal e de Lisboa imortaliza-se neste espaço quer pela vivência que registou enquanto habitação dos governadores da Torre de Belém a partir do século XVI, como pelos vestígios romanos, descobertos durante as obras de recuperação e revitalização do espaço, que remontam aos séculos I a V, altura em que o espaço terá sido uma fábrica de molho de peixe, e que se mantêm devidamente preservados e incorporados na fisionomia do hotel.

Também a arquitetura do edifício e de interiores foi projetada no sentido de redescobrir o requinte e o fausto da gloriosa época dos Descobrimentos, aliando o conforto e elementos de contemporaneidade para uma experiência inesquecível.

A entrada do Palácio do Governador faz-se pelo pátio onde permanecem as “cetárias” (tinas de pedra) da antiga fábrica romana de molho de peixe, “garum”, exportado em ânforas para todo o mundo romano. O lobby da Receção situa-se na antiga Capela, com paredes em azulejos originais restaurados, o coro de madeira e duplo pé direito.

O valor histórico-arquitetónico genuíno revela-se em cada um dos cinco pisos do hotel: nos tetos em abóbada da sala de restaurante, nos arcos sucessivos das salas do piso térreo, nos lambris de azulejos nas salas e suites e nas ruínas romanas que pairam sobre a piscina interior e que foram integradas na arquitetura de diversos espaços do hotel. Os terraços virados a sul oferecem aos hóspedes e visitantes uma esplanada privilegiada sobre a piscina exterior, a Torre de Belém e o rio Tejo.

Fonte: NAU Hotels & Resorts