sexta-feira, 6 de maio de 2016

Sonae Sierra com desempenho em 2015 acima das expetativas

O desempenho económico, ambiental e social da Sonae Sierra em 2015 superou as expetativas, tendo a Empresa apresentado resultados que comprovam o sucesso da execução da estratégia seguida. A Empresa registou um crescimento tanto no desempenho financeiro quanto no desempenho operacional, tendo provado a resiliência dos recursos com práticas sustentáveis bem estabelecidas.

A Sonae Sierra mantém o otimismo relativamente às perspetivas futuras e continuará a executar a sua estratégia, que está a demonstrar solidez, em novas oportunidades de promoção imobiliária, de gestão profissional do portefólio bem como de fornecimento de serviços profissionais.

Em 2015, o desempenho operacional da Sonae Sierra revelou-se positivo com os seus Centros Comerciais a receberem mais de 433 milhões de visitas (uma subida de 0,7 % numa base comparável), o que se refletiu num aumento das vendas dos lojistas de 3,3 % no portefólio europeu.

Por outro lado, em 2015 os 127 novos contratos de serviços celebrados pela Empresa atingiram um valor de 18,5 milhões de euros e a Sonae Sierra apresentou o seu primeiro investimento direto na Colômbia.

No que respeita ao desempenho de sustentabilidade, a Empresa apresenta, face a 2014, uma redução de 3% no consumo de água (–20 % desde 2003), 5% de redução no consumo de energia (–44 % desde 2002), 6% de redução nas emissões de gases com efeito de estufa (–82 % desde 2005) e uma taxa de reciclagem de 62% (uma subida de 225% desde 2002). No cômputo geral, a implementação de medidas de gestão sustentável representou 21,7 milhões de euros de custos evitados em 2015.

As melhorias de produtividade no local de trabalho foram sustentadas pelas reduções significativas alcançadas no absentismo dos colaboradores desde 2014: uma quebra de 70% face ao ano anterior (e 93 % de redução da taxa de severidade de acidentes de trabalho desde 2005). Além disso, a Sonae Sierra obteve seis certificações OHSAS, duas certificações ISO e duas certificações Green Building.

Portugal. No que diz respeito ao desempenho em Portugal, os Centros da Sonae Sierra apresentam, face a 2014, uma redução de 6% no que respeita às emissões de gases de efeito estufa, sendo a média do portefólio no país de 0,016 tCO2e/ m2 de ABL, e uma redução de 4% nos consumos de energia do portefólio (431 kWh/ m2). No que se refere aos consumos de água, registou-se uma redução de 3% face a 2014, com uma média de 2,8 litros/ visita em Portugal. Por fim, a taxa de reciclagem média do portefólio dos 21 Centros Comerciais foi de 67%, um aumento de 5% quando comparado com o ano anterior.

Os Centros com melhor desempenho ambiental em 2015 foram o Centro Colombo, que registou uma média de emissões de 0,001 tCO2e/ m2 de ABL e o C. C. Continente de Portimão, novamente com um consumo de energia de 310 kWh/ m2; o AlbufeiraShopping e o GuimarãeShopping com uma média de consumo de água na ordem dos 1,4 litros/ visita e o Centro 8ª Avenida que registou, pelo segundo ano consecutivo, uma taxa de reciclagem superior a 84%.

No que respeita ao desempenho operacional, os 21 Centros da Sonae Sierra em Portugal receberam, em 2015, um total de 176,3 milhões de visitas que se traduziram num crescimento de 3,5% nas vendas dos lojistas.

Indicadores financeiros 2015. Os resultados financeiros da Sonae Sierra também superaram as previsões para 2015. No total, a empresa registou um resultado líquido de 141,7 milhões de euros (em comparação com 96,3 milhões de euros em 2014). O resultado líquido direto chegou aos 61 milhões de euros, um aumento homólogo de 16%, impulsionado por uma combinação da melhoria nos resultados operacionais, o crescimento dos serviços profissionais e das taxas de juros mais baixas. No que respeita à evolução dos resultados líquidos indiretos registou-se um aumento de 85% face ao período homólogo, tendo chegado aos 80,7 milhões de euros.

Os resultados do desempenho da Sonae Sierra são divulgados no Relatório Económico, Ambiental e Social (EES), que apresenta um retrato completo e integrado da estratégia empresarial e do desempenho operacional da Sonae Sierra em 2015, demonstrando o alinhamento entre a atividade central e os objetivos de sustentabilidade (ver relatório).

Mantendo-se fiel ao compromisso de longa data de aplicar as mais reconhecidas diretrizes de reporte de sustentabilidade, este relatório foi desenvolvido em conformidade com as Diretrizes G4 para o nível Core da Global Reporting Initiative (GRI), bem como com o seu Suplemento para o Setor da Construção e do Imobiliário (GRESD). A conformidade com as diretrizes da GRI foi verificada de forma independente pela Deloitte.

Fonte: Sonae Sierra