quinta-feira, 16 de junho de 2016

António Prôa: Arrendamento urbano e turismo em Lisboa

Depois de alterações legislativas significativas e com impacto no arrendamento urbano como foram as decorrentes dos regimes jurí- dicos do arrendamento urbano, reabilitação urbana e obras em prédios arrendados, depois da definição de incentivos fiscais à reabilitação e ao arrendamento, depois de um novo quadro de financiamento para os mesmos fins, agora, o turismo parece condicionar de forma determinante o mercado de arrendamento.

As alterações legislativas efetuadas em 2012 bem como o quadro de incentivos e financiamento que se seguiram pretenderam relançar o mercado de arrendamento urbano e revitalizar os centros urbanos que eram reivindicações dos diversos agentes e que, há muitos anos, não eram concretizados.