terça-feira, 7 de junho de 2016

JLL comerciliza edifícios Palmela 21 e Square 53

A First Global/EMGI – Investment Group, promotor de capitais chineses, está a apostar fortemente na reabilitação urbana para fins residenciais no centro de Lisboa e acaba de confiar à JLL a comercialização exclusiva dos dois primeiros projetos resultantes deste investimento.

Localizados no eixo da avenida da Liberdade, um dos mais prestigiados e exclusivos destinos residenciais de Lisboa, o Palmela 21 e o Square 53 totalizam uma oferta combinada de 24 apartamentos de alto padrão de qualidade e contribuirão para reforçar o movimento de renovação desta zona central de Lisboa, já que ambos resultam da reabilitação de dois edificios datados do início do século XX.


Pelas suas caraterísticas de prestígio, os dois empreendimentos têm como principais segmentos-alvo o mercado de gama-alta, quer nacional quer estrangeiro. O Palmela 21 fica concluído no último trimestre deste ano e o Square 53 fica concluído no primeiro trimestre de 2017.

Para Patrícia Barão, diretora do departamento residencial da JLL,“os dois projetos são uma oportunidade ímpar no mercado, especialmente numa fase em que a oferta concluída ou em fase de conclusão neste segmento está praticamente toda colocada e em que a procura se vai manter bastante ativa.

Além disso, são ambos uma excelente opção para quem quer investir na cidade de Lisboa e anseia ter o charme de uma arquitetura clássica e tradicional, ao mesmo tempo que pode ter um apartamento contemporâneo do mais elevado padrão. Tudo isto numa localização de excelência e que apresenta um potencial de valorização muito interessante“.

O Square 53 nasce em plena Praça dos Restauradores, num dos extremos da avenida da Liberdade, composto por 11 apartamentos de elevado padrão, cujos preços de venda oscilam entre os 740.000 e os 860.000 euros.

O imóvel é resultante da reabilitação de um edifício do início do século XX localizado naquela praça, num projeto que preservou vários elementos arquitetónicos e decorativos do edifício original, dotando os seus interiores de acabamentos contemporâneos e de equipamentos de alta qualidade. Com áreas entre os 135 e os 200 m², os seus apartamentos estão disponíveis nas tipologias T2 e T3 e beneficiam de uma vista privilegiada sobre a cidade e a colina do Castelo de São Jorge.

O Palmela 21, situado na rua Duque de Palmela, paralela à avenida da Liberdade, disponibiliza 13 luxuosos apartamentos com preços a partir de 600.000 euros. Este projeto residencial desenvolve-se também num edifício do início do século XX que está a ser inteiramente reabilitado a partir de um projeto assinado pelo prestigiado ateliê português Saraiva+Associados, adequando-o aos mais elevados requisitos de qualidade, segurança e conforto, mas sem perder a sua traça típica, caraterística da época em que foi erigido.

O Palmela 21 disponibiliza apartamentos T2 a T5 duplex com áreas entre os 104 m² e os 304 m², sendo todos servidos por estacionamento privativo. O T5 duplex tem ainda o bónus de um jardim privativo com 150 m² em pleno centro da cidade.

Os dois projetos integram a carteira de desenvolvimento da First Global/EMGI – Investment Group em Lisboa, que é ainda composta pelo República 37, empreendimento residencial localizado na zona das Avenidas Novas e também resultado de reabilitação. A estes somam-se outros dois projetos em pipeline e cujos edifícios já são propriedade da empresa. Para o portefólio atualmente em desenvolvimento, a First Global/EMGI – Investment Group recorreu também aos serviços de Project Management da JLL.

Fonte: JLL