terça-feira, 26 de julho de 2016

JLL instala nova plataforma de serviços de empresa multinacional na zona ribeirinha de Lisboa

A JLL, através do departamento de Office Agency, acaba de concluir mais uma operação de relevo no mercado de escritórios de Lisboa.

A consultora foi responsável pelo arrendamento de 3.430 m² a uma multinacional de serviços em outsourcing de atendimento ao cliente (BPO), no edifício D. Luís I, em Santos, propriedade do The Edge Group, holding de investimentos imobiliários e capital de risco.

Localizado na rua do Instituto Industrial, em plena zona ribeirinha e numa das zonas mais trendy da cidade de Lisboa com excelentes acessos, o edifício D. Luís I está a ser totalmente reabilitado pelo The Edge Group, colocando no mercado uma área bruta locável total de 10.237 m² distribuídos por sete pisos de escritórios, complementados por duas áreas comerciais no piso térreo e no rooftop, bem como por 146 lugares de estacionamento privativo em cave. O The Edge Group vai requalificar e modernizar o edifício que vai contar com um ginásio de última geração, uma cafetaria e um jardim suspenso na cobertura, com restaurante e vistas panorâmicas.

Mariana Rosa, diretora do Departamento de Office Agency da JLL, comenta: “Esta operação é muito paradigmática do que são duas tendências dominantes no mercado de escritórios de Lisboa hoje em dia: a procura de grandes áreas conduzida por multinacionais que escolhem a cidade e o nosso país para instalação de centros de serviços partilhados e de atendimento ao cliente e, por outro lado, a consolidação da zona ribeirinha como a nova zona emergente e de expansão do mercado”.

Acrescenta ainda, “tendo em conta o atual contexto de manutenção da procura e o facto de já haver alguns investidores e promotores a apostar na reabilitação de imóveis para uso de escritórios naquele eixo, é muito provável que continuemos a assistir a operações idênticas ao longo dos próximos meses, algumas das quais deverão também ficar fechadas em situação de pré-arrendamento, dada a escassez de escritórios com estas caraterísticas disponíveis para tomada imediata”.

José Luís Pinto Basto, CEO do The Edge Group, referência no imobiliário na reabilitação de edifícios em zonas prime, sublinha: “Estamos a investir na zona ribeirinha de Lisboa, porque esta é hoje uma das mais procuradas da cidade, por ser um local de eleição no que toca ao equilíbrio entre o trabalho, o lazer e o bem-estar. São estas caraterísticas, a par das excelentes acessibilidades, que fazem com que cada vez mais empresas queiram instalar-se nesta zona.”

Fonte: JLL