terça-feira, 16 de agosto de 2016

Alexandre Herculano 41 reabilita edifício com 130 anos para habitação junto à avenida da Liberdade

O edifício de 1886 situado no número 41 da rua Alexandre Herculano, bem na esquina com a rua Rodrigo da Fonseca, junto à avenida da Liberdade, em Lisboa, vai receber um novo projeto residencial premium.

Promovido pela Louvre Capital, o Alexandre Herculano 41 será reabilitado a partir de um projeto assinado pelo atelier de Frederico Valsassina e inicia esta semana o processo de comercialização. A JLL/Cobertura foi a empresa selecionada pelo promotor para proceder às vendas dos 21 apartamentos que compõem a oferta.

“A avenida da Liberdade e artérias adjacentes são uma das zonas mais centrais e importantes de Lisboa.


É a mais prestigiada localização de negócios da capital; o palco, por excelência, do comércio de luxo e uma das principais localizações dos hotéis de cinco estrelas da cidade. Adicionalmente, a reabilitação de um conjunto alargado de edifícios para habitação, como é o caso deste, fez com que o uso residencial ganhasse aqui um protagonismo perdido durante décadas” começa por comentar Patrícia Barão, Head of Residential da JLL.

“Estes fatores fazem com que seja uma das zonas mais valorizadas da cidade para o imobiliário, o que justifica a elevada procura por estrangeiros – especialmente franceses e brasileiros - para a compra de produtos habitacionais, onde a motivação de investir para valorizarem o seu capital é bastante forte. O Alexandre Herculano 41 é um produto que se posiciona muito bem nesta visão de mercado, oferecendo centralidade na zona de maior prestígio de Lisboa associada à qualidade e exclusividade intrínsecas do projeto. É uma excelente oportunidade de investimento e este será, por certo, um dos seus argumentos de venda”, comenta ainda Patrícia Barão.

Construído para habitação numa época de grande expansão urbana da capital – na passagem do século XIX para o século XX -, o edifício será agora reabilitado com vista a manter a sua fachada original, além de preservar elementos decorativos e estruturais de raiz nos seus interiores, como os desenhos das carpintarias, as cimalhas e os ornamentos dos tetos. Estes elementos originais e a amplitude dos apartamentos são fatores distintivos das unidades, onde se destacam ainda a elegância, contemporaneidade, funcionalidade e conforto pontuados pela qualidade dos acabamentos e nobreza dos materiais. Os apartamentos estão disponíveis nas tipologias T1 e T2, com áreas entre 59 m2 e 131 m2, com varandas em todas as unidades, jardins privados em duas unidades do piso térreo e terraços nas duas penthouses. A construção terá início em setembro, com previsão de conclusão para o 2º semestre de 2017.

“A Louvre Capital pretende ser um player de referência na revitalização urbana de Lisboa, transformando edifícios históricos em propriedades únicas e exclusivas, com conceitos inovadores, arquitectura moderna e pleno respeito pelo caráter do bairro e sua vivência. A empresa acredita que Alexandre Herculano 41 é um edifício de características únicas, que será totalmente restaurado de forma a preservar o máximo da sua herança arquitetónica, cultural e paisagística, mas, ao mesmo tempo, adaptando-o e dando-lhe todo o conforto e comodidades de um estilo de vida contemporâneo”, comenta Paulo Loureiro, Sócio Gerente da Louvre Capital.


A Louvre Capital é uma empresa de promoção e gestão imobiliária especializada na aquisição, renovação e gestão de activos imobiliários residenciais e comerciais, em particular na área da reabilitação de edifícios antigos em Lisboa.
Fonte: