terça-feira, 9 de agosto de 2016

JLL vende edifício sede da NOS no Campo Grande detido pela Multi Corporation

A Multi Corporation vendeu o edifício que é sede do grupo de telecomunicações e entretenimento NOS a um fundo de investimento asiático, numa operação que foi intermediada pela consultora imobiliária JLL, mandatada em exclusivo pelo proprietário do imóvel para proceder à sua alienação.

O imóvel foi construído especificamente para acolher a sede desta empresa, em 2012, e protagoniza, com esta venda, uma das maiores transações de ativos únicos no mercado de escritórios este ano, confirmando este segmento como um dos que maior interesse tem gerado junto de investidores internacionais.

“Este é um dos edifícios prime de escritórios mais proeminentes de Lisboa, proporcionando um cash flow seguro através de um contrato de longo prazo com um inquilino de referência.


Isto além das próprias caraterísticas inerentes ao imóvel, que incluem a sua localização, modernidade, acessos, visibilidade e valências”, comenta Tiago Girão, consultor de Capital Markets da JLL. “Adicionalmente, as perspetivas de evolução do próprio mercado de ocupação de escritórios de Lisboa são bastante animadoras, o que foi também um fator de atratividade para o negócio. A boa performance deste mercado tem incentivado a confiança dos investidores no crescimento das rendas, impulsionando, assim, a procura deste tipo de ativos para investimento”, diz.

O imóvel, que se localiza na zona do Campo Grande junto à 2ª Circular, em Lisboa, está totalmente ocupado e conta, além da NOS, que absorve 95% da área, com a presença de outros cinco inquilinos, onde se incluem a Caixa Geral de Depósitos e a Empark. No total, são 11.321 m2 de escritórios distribuídos por oito pisos, complementados por 581 m2 de área comercial no piso térreo e ainda estacionamento em cave com capacidade para 557 viaturas, dos quais 166 lugares são de acesso público e gestão atribuída à Empark.

Promovido pela Multi Corporation, este é um dos edifícios de escritórios recentes mais marcantes do mercado, distinguindo-se pela sua arquitetura geometrizada e pela localização central, bem junto à plataforma intermodal de transportes públicos do Campo Grande. O imóvel é composto por dois corpos independentes interligados a partir do 3º piso por uma estrutura metálica, estando organizados de forma linear com uma fachada envidraçada com frente para a 2ª Circular e inclinando-se sobre uma área ajardinada.

Além de ter concluído a operação de venda do imóvel, a JLL foi selecionada pelo novo proprietário para participar na gestão deste edifício. No âmbito deste mandato, o Departamento de Property & Asset Management da consultora será responsável pela coordenação, fiscalização e supervisão do funcionamento do ativo e das equipas de gestão.

Fonte: JLL