terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

IMI, IRS e outras sobreposições

Criado no Orçamento do Estado para 2017, para se aplicar já no corrente ano, o adicional ao imposto municipal sobre imóveis (AIMI) vai representar uma despesa acrescida para os proprietários com imóveis acima de 600 mil euros, que representarão uma pequena fatia dos contribuintes nacionais.

É que o AIMI será cobrado cumulativamente com o “velho” imposto municipal sobre imóveis (IMI). O novo imposto será pago de uma só vez, em Setembro, e no IMI mantêm-se os prazos habituais: em Abril, quando o montante seja igual ou inferior a 250 euros; em Abril e Novembro, quando seja superior a 250 euros e igual ou inferior a 500 euros; e em Abril, Julho e Novembro, quando o seu montante seja superior a 500 euros.


Fonte: Público