segunda-feira, 13 de março de 2017

Sonae Sierra regista resultado líquido de €181 milhões em 2016

A Sonae Sierra, Empresa internacional dedicada a desenvolver e prestar serviços em ativos imobiliários vibrantes ancorados em retalho, registou um Resultado Líquido de €181 milhões em 2016, um aumento de 28% face aos €142 milhões obtidos em 2015.

O Resultado Direto atingiu os €57 milhões, tendo ficado ligeiramente abaixo dos €61 milhões registados em 2015, devido à estratégia de alocação de capital da empresa, que gerou €13,3 milhões de ganhos em venda de ativos. Numa base de portefólio comparável, e excluindo o impacto das variações das taxas de câmbio, o Resultado Direto aumentou 8% devido à melhoria dos resultados operacionais dos centros comerciais, ao crescimento da prestação de serviços profissionais e à diminuição das taxas de juro.

A estratégia de alocação de capital pretende aumentar a exposição da empresa a novas oportunidades de desenvolvimento, reduzindo a sua participação nos centros com maior maturidade.

Contudo, a Sonae Sierra mantém posições minoritárias de capital relevantes nesses centros, garantindo um total alinhamento de interesses com os investidores maioritários. Esta é uma proposta de valor relevante para os investidores, na medida em que a Sonae Sierra assume o papel de parceiro operacional que acrescenta valor aos ativos através da sua comprovada experiência e capacidades de gestão, beneficiando todos os investidores.

O Resultado Indireto situou-se nos €125 milhões, um crescimento de 54% face aos €81 milhões alcançados em 2015. A variação positiva ficou a dever-se sobretudo ao valor criado pela compressão das taxas de capitalização do imobiliário e à abertura do ParkLake, na Roménia.

Em termos operacionais, as vendas dos Lojistas do portefólio Europeu registaram em 2016 uma subida de 3,4%, numa base comparável com 2015, destacando-se o crescimento de 15,7% na Roménia, 8% em Espanha e 4% em Portugal. Este desempenho resulta da recuperação do mercado em geral e da resiliência e qualidade dos nossos centros comerciais enquanto importantes destinos de compras.

O Brasil continua a apresentar uma performance positiva, com uma subida das vendas dos Lojistas de 0,9% (em BRL), igualmente numa base comparável com o período homólogo de 2015, apesar dos desafios decorrentes do contexto macroeconómico do país.

A Taxa de Ocupação Global do portefólio subiu para 96,6%, acima dos 95,2% registados o ano passado. No portefólio Europeu, este indicador chegou aos 97,1%, e também melhorou no Brasil, refletindo a elevada capacidade de gestão da Empresa.

Segundo o CEO da Sonae Sierra, Fernando Guedes de Oliveira, “os bons resultados operacionais em 2016 demonstram a qualidade e a reputação dos nossos centros comerciais, que registaram aumentos globais nas vendas dos Lojistas e subidas das Taxas de Ocupação. A abertura do ParkLake, na Roménia, foi um sucesso e somos coproprietários de mais dois centros comerciais em desenvolvimento, em Marrocos e na Colômbia. Temos ainda diversas expansões em curso em Portugal e em Espanha. Os resultados positivos da nossa estratégia de alocação de capital e de foco na prestação de serviços são uma excelente base de trabalho para 2017.”

Fonte: Sonae Sierra